×
×

Escolha sua região:

Sexta-feira, 30 de julho de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Política
MENU
BUSCAR
Política
publicidade
block/article/header
Política Compartilhar

Após exoneração

Governador nomeia Sandro José Neis como desembargador para vaga do quinto constitucional

Ele ocupará a vaga do quinto constitucional, que havia sido aberta ao MPSC, após o pedido de exoneração do Desembargador Ronei Danielli

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Governador nomeia Sandro José Neis como desembargador para vaga do quinto constitucional
Foto: Doia Cercal / Secom

O governador Carlos Moisés nomeou, nesta segunda-feira (14), o procurador da Justiça Sandro José Neis como desembargador no Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina (TJSC). Ele ocupará a vaga do quinto constitucional, que havia sido aberta ao Ministério Público (MPSC) após o pedido de exoneração do Desembargador Ronei Danielli.

“Desejo a sabedoria que a função e a sociedade exigem. Tenho certeza que terá no Tribunal de Justiça o mesmo respeito e admiração de que já usufrui entre seus pares no Ministério Público, onde realizou um excelente trabalho”, expressou o governador.

Sandro José Neis fazia parte da lista sêxtupla formada em abril pelo Conselho Superior do MPSC e foi o mais votado pelo Pleno do TJSC para a formação da lista tríplice. Ele é natural de Florianópolis, cursou Direito na Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e ingressou na Carreira do Ministério Público em outubro de 1992. Depois de acumular experiência em várias áreas de atuação e passar por promotorias de diversas regiões catarinenses, foi promovido, em 2012, ao cargo de procurador de Justiça. Em 2015, assumiu como procurador-geral do MPSC, função em que atuou até 2019. Também presidiu o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG) entre 2017 e 2018.

Quinto constitucional

A Constituição Federal prevê que um quinto das vagas nos tribunais estaduais seja “composto de membros do Ministério Público, com mais de dez anos de carreira, e de advogados de notório saber jurídico e de reputação ilibada, com mais de dez anos de efetiva atividade profissional, indicados em lista sêxtupla pelos órgãos de representação das respectivas classes”.

>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

block/article/tags
query/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news
Scroll Up