Que “armas” podemos usar para enfrentar a violência contra a mulher?

25 Junho 2021 / By Por Elas

Em 2021 já aconteceram vários feminicídios em Santa Catarina. Em Lages, por exemplo, dois ocorreram com intervalo de 15 dias. Jovens mortas por seus ex-companheiros que não aceitavam o fim do relacionamento.

Eu, por acaso estava em Lages no dia do segundo feminicídio, a morte de Ana Julia, jovem de 19 anos que estava grávida, e pude sentir a comoção da cidade. O que mais me chamou atenção, no entanto, foram dois fatores: o primeiro é que muita gente culpava ou difamava a menina assassinada, como se qualquer comportamento dela fosse motivo para morrer.

Veja a matéria completa: Clique Aqui!