Segurança Compartilhar
urgente

Antes de confessar participação na morte da filha de 3 anos em Indaial, mãe chorou e pediu ajuda

Menina teria desaparecido na tarde desta segunda-feira (04), no bairro Rio Morto

• Atualizado

Olga Helena de Paula

Por Olga Helena de Paula

Foto: Reprodução/Rádio Ponte/cedido.
Foto: Reprodução/Rádio Ponte/cedido.

O desaparecimento de uma menina de 3 anos na cidade de Indaial, no Vale do Itajaí, mobilizou a polícia do município. De acordo com a família, a criança teria sumido no inicio da tarde dessa segunda-feira (4), no bairro Rio Morto.

A Polícia Militar foi acionada durante a noite do mesmo dia e iniciou as buscas pela região com o auxílio de um cão farejador. Relatos de vizinhos apontavam que um carro, na cor prata, havia sido visto pela localidade neste dia.

Na manhã desta quarta-feira (6), a Rádio Ponte de Indaial, entrevistou a mãe e o padrasto da vítima. Eles relataram, às lágrimas, que tinham pistas da menina, que ela havia sido vista por conhecidos. No vídeo, ainda, a mãe implorou por notícias.

A reviravolta no caso aconteceu nesta noite desta quarta-feira, quando o Delegado-Geral de Polícia Civil de Santa Catarina, Ulisses Gabriel, afirmou que a vítima morreu de tanto apanhar: “Nessas oportunidades que reflito se escolhi a profissão certa. São muitas desgraças para absorver”, lamentou.

O corpo da menina de 3 anos, identificada como Isabelle de Freitas, foi encontrado no fim da tarde às margens da BR-470, em Indaial. O padrasto e a mãe da menina confessaram o crime durante depoimento. Ambos foram presos.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Fale Conosco
Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.