Cotidiano Compartilhar
Coletiva

“Vai agravar muito a situação”, diz governador sobre chuvas em SC

Jorginho Mello atualizou as informações sobre as chuvas no Estado

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Governo de SC/Divulgação
Foto: Governo de SC/Divulgação

No início da noite deste sábado (07), o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, reuniu a imprensa para atualizar as informações sobre as chuvas no Estado. Ele afirmou que a situação vai se agravar ainda mais até a próxima segunda-feira (09).

“Estamos passando por um momento muito difícil, e vamos passar ainda, porque vai agravar muito a situação até segunda-feira. Estamos nos reunindo na Defesa Civil todos os dias, junto com a Polícia Militar”, disse o governador.

O governador disse que a maior preocupação é o Vale do Itajaí, especialmente Rio do Sul, onde o rio deve atingir 14 metros. Em resposta, o Governo decretou situação de emergência nas regiões mais afetadas, e 82 municípios estão na lista.

“Tire o que puder, Deus vai nos dar força para que a gente consiga fazer isso. Porque senão, vai ser muito difícil o resgate. Porque quando chega aos 10 metros, não se consegue mais fazer a remoção das pessoas, então elas precisam tomar providências e atender ao nosso informe”, disse Jorginho.

Secretaria da Defesa Civil solicitou apoio das Forças Armadas

O secretário da Defesa Civil de Santa Catarina, Coronel Armando, afirmou na coletiva de imprensa que 93 municípios do Estado estão em situação de emergência, e que a situação deve piorar. Além disso, comunicou que o Estado já solicitou o apoio das Forças Armadas.

“Já acionamos as Forças Armadas para nos apoiar. Vieram tropas do Paraná, com anfíbios e blindados. Temos helicópteros que já chegaram aqui, e unidades de engenharia operando. Nós ainda falamos com o Ministério da Defesa e com o Ministério da Integração Nacional, para solicitar quatro helicópteros de grande capacidade operacional para poder levar cesta básica e ajuda humanitária”.

Segundo o secretário, duas pessoas já foram mortas em decorrência das chuvas. “Tivemos, até o momento, dois mortos. Uma pessoa foi morta na primeira onda, em Rio do Oeste, e agora uma nova morte em palmeira. Ainda temos pessoas desabrigadas, que estão saindo para abrigos”, disse o coronel.

Assista à coletiva:

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×