×
×

Escolha sua região:

Segunda-feira, 14 de junho de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
SCC Meio-Dia
MENU
BUSCAR
SCC Meio-Dia
publicidade
block/article/header
SCC Meio-Dia Compartilhar

Tragédia

Um mês de “Saudades” no Oeste catarinense

Há um mês um jovem entrou na creche Aquarela e tirou a vida de cinco pessoas, no município de Saudades.

block/article/social-network
block/article/video
block/article/content__sidebar

No dia 4 de maio de 2021 um jovem de 18 anos entrou na creche Aquarela, em Saudades, no Oeste catarinense, disposto a matar. Fabiano Kipper Mai conseguiu tirar a vida, a golpes de arma branca, de cinco pessoas – três crianças e duas servidoras municipais.

Fabiano responderá por cinco homicídios consumados e 14 homicídios tentados, contra oito adultos e 11 crianças. Os crimes foram descritos como torpes, cruéis e utilizando recursos que dificultaram e impediram a defesa das vítimas. Durante a coletiva de imprensa, realizada no dia 21 de maio, o promotor do caso, Douglas Dellazari, detalhou as ações de Fabiano antes e durante o ataque brutal. No momento do crime, 40 pessoas estavam na creche, sendo 19 crianças e 21 profissionais.

O juiz da Vara Única da comarca de Pinhalzinho, Caio Lemgruber Taborda, aceitou, no último dia 24, a denúncia do Ministério Público contra o autor, que se tornou réu no processo. A partir daquela data, a defesa tinha 10 dias para apresentar argumentos e arrolar testemunhas. Após, iniciou o prazo de cinco dias para que o Ministério Público se manifeste sobre a defesa apresentada, data que se encerra nesta sexta-feira, 4 de junho, exatamente um mês após o crime.

Defesa alega insanidade mental

A defesa, exercida pelo advogado Demetryus Eugênio Grapiglia, alega que o rapaz não tem discernimento sobre o caráter criminoso de seus atos e que, por isso, deveria sair do presídio e ser transferido para internação compulsória em instituição psiquiátrica. “A eventual pena que lhe for fixada, posteriormente, pode ser até mais benéfica do que uma internação, uma vez levado em conta o risco de ter caráter perpétuo”, comparou.

No dia seguinte ao pedido do advogado, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em matéria sob a relatoria do desembargador Sérgio Rizelo, negou pedido formulado pela defesa do réu, que pretendia submetê-lo a exame de insanidade mental antes do prosseguimento da ação penal em tramitação na comarca de Pinhalzinho. A decisão foi unânime.

Como está a escola depois da tragédia em Saudades

creche Aquarela, em Saudades, passou por uma reforma e as aulas retornaram. A revitalização foi organizada por moradores do município e incluiu pintura e limpeza do local. No lugar da sala de aula onde estavam as vítimas foi construído um outro ambiente.


>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

query/general/query-columnist
Colunistas
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news
Scroll Up