Segurança Compartilhar
Aglomeração

PM acaba com bailes funk em comunidades da Grande Florianópolis

Os eventos aconteceram em Florianópolis e Palhoça.

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: reprodução redes sociais
Foto: reprodução redes sociais

A Polícia Militar precisou intervir, na madrugada de sábado (19) em três bailes funks da região. Os policiais do 22º BPM, da capital, receberam informações da possibilidade dos eventos nas comunidades do Morro da Caixa e Chico Mendes. Desta forma, já no início da noite de sexta-feira (18), as guarnições policiais iniciaram patrulhamento preventivo, no intuito de evitar que tais festas ocorressem.

Na Comunidade do Morro da Caixa, por volta da meia noite de sexta para sábado (19), guarnições do Choque da Polícia Militar de Florianópolis, abordaram um dos responsáveis pelo evento que estava iniciando. Por estar com mandado de prisão ativo, foi conduzido e o baile acabou não acontecendo.

Na mesma noite, na Comunidade Chico Mendes, também na Capital, por volta da 01h de sábado (19), ao começar a aglomeração de pessoas em via pública, ocorreu a intervenção das guarnições, com apoio de Choque e BOPE. Os policiais foram agredidos com pedras e garrafas. A polícia precisou utilizar agentes químicos e armas não letais para dissipar os frequentadores. A PMSC permaneceu no local até próximo das 02h, e nesse período os confrontos foram constantes.

Mas, as guarnições empenhadas neste local precisaram, em regime de urgência, prestar apoio em Palhoça, onde policiais trocavam tiros com marginais em outro baile funk, na Comunidade do Brejarú. Desta forma, a movimentação de pessoas na Comunidade Chico Mendes aumentou e centenas de pessoas chegavam ao local. Foram constatados diversos veículos de outras cidades, inclusive de fora da região metropolitana. Foi possível observar que a chegada dessas pessoas se deu de forma coordenada, onde setores de inteligência constataram que aconteceu por meio de grupos de Whatsapp.

Foto: reprodução redes sociais

Devido ao grande número de pessoas que chegaram repentinamente, bem como as unidades de apoio estarem empenhadas em outra ocorrência na cidade de Palhoça, os policiais militares do 22º BPM, visando resguardar a segurança dos populares, moradores e deles próprios, não interviram naquele momento.

Mais tarde, próximo das 6h, os policiais do 22º BPM, do Choque e do BOPE voltaram a intervir na festa, que nessa hora estava com menor número de pessoas. Segundo a PM, os policiais foram recebidos com pedras e garrafas e mais uma vez foi necessário usar agentes químicos e armas não letais. Os populares fugiram do local e espalharam-se por vias públicas do entorno da comunidade, onde gradativamente encerrou-se as aglomerações.

Não há registro de pessoas gravemente feridas.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×