Segurança Compartilhar
pedofilia!

Homem acusado de abusar sexualmente de duas crianças é preso em SC

Meninas tinham 7 e 8 anos, na época do crime

• Atualizado

Olga Helena de Paula

Por Olga Helena de Paula

Foto: Polícia Civil | Divulgação
Foto: Polícia Civil | Divulgação

Nesta sexta-feira (26), a Polícia Civil prendeu um homem acusado de pedofilia em Gaspar. O crime teria ocorrido entre os anos de 2017 a 2019, quando o suspeito abusou da filha adotiva e de uma amiga em Porto Belo.

De acordo com a polícia, a revelação dos abusos ocorreu no fim do ano de 2021, quando a filha do homem contou o que havia acontecido para uma amiga no Paraná. Em seguida, a mãe da vítima formalizou a denúncia.

O crime ocorreu quando os pais se separaram e a menina, na época com 7 anos, ia passar férias na casa do pai em Porto Belo. Segundo a vítima, o homem a ameaçava com uma arma de fogo e com uma faca, dizendo que se ela não fizesse o que ele queria ou se contasse para alguém, iria matá-la.

Dança e calcinha fio dental

Uma testemunha relatou que achava o comportamento do homem estranho, pois ele pedia para a filha dançar para ele e ainda teria comprado uma calcinha fio dental para a criança. No entanto, quando ela perguntava para a criança se estava acontecendo algo, ela respondia que não.

Segunda vítima

Após a revelação do crime, outra vítima também denunciou o investigado. De acordo com ela, os crimes ocorriam quando ela ia brincar com a filha do acusado na casa dele. A vítima, na época com 8 anos, relatou que foi abusada sexualmente e que era ameaçada pelo suspeito.

Prisão

A prisão do homem ocorreu após um intensa investigação da Polícia Civil. O homem, que estava foragido, foi encontrado morando em Brusque, no Vale do Itajaí. Em uma operação conjunta, agentes conseguiram localizar e prender o homem em Gaspar, enquanto ele se deslocava para Brusque.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×