Segurança Compartilhar
Violência

Adolescente com deficiência intelectual é estuprada pelo padrasto no Vale do Itajaí

O homem é procurado pela Polícia Militar

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Ilustrativa / PMSC
Foto: Ilustrativa / PMSC

A mãe de uma jovem de 15 anos acionou a Polícia Militar na madrugada deste sábado (24) para denunciar o marido na Rua Júlia Cesar Teixeira Correa, em São João Batista, Vale do Itajaí. Em relato à guarnição, a mulher informou que o padrasto havia estuprado a menina, que é pessoa com deficiência intelectual.

A mãe, de 37 anos, narrou que estava no quarto com o marido no segundo andar da casa quando ele avisou que iria até a cozinha para tomar água. Depois de um tempo, ela estranhou a demora e desceu a escada em silêncio para ver o que estava acontecendo.

Foi quando ela percebeu que o padrasto estava sentado em uma cama que fica na cozinha, enquanto a menina estava arrumando a roupa do corpo. Ele então teria ficado muito nervoso quando foi flagrado. A mãe perguntou o que ele estava fazendo e ele disse que havia apenas dado um beijo na vítima.

A mulher ainda frisou aos policiais que na hora ficou sem saber o que fazer e o mandou sair de casa. Logo depois de ele sair ela os acionou para tomar os procedimentos cabíveis.

Aos policiais, a vítima disse que estava com dor nas partes íntimas e relatou o ocorrido: ela estava na cama da cozinha assistindo à televisão, quando o padrasto chegou e a abusou sexualmente. Ela ainda relatou que não gritou para chamar a mãe porque ficou com medo do que o padrasto faria.

O conselho tutelar foi acionado. O suspeito não foi encontrado até a última atualização desta matéria, mas a PM informou que as buscas continuam.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×