Saúde
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Saúde Compartilhar
Vaxinia

Vírus que “mata” tumores cancerígenos é testado em humano

Agente infeccioso foi capaz de controlar o sistema imunológico e reduzir as células contaminadas

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Vírus que “mata” tumores cancerígenos é testado em humano
Foto: Divulgação, Governo do Estado

Cientistas injetaram, pela primeira vez, um novo vírus que mata tumores cancerígenos em um paciente humano. Conhecido como Vaxinia, o vírus foi geneticamente modificado para controlar o sistema imunológico, infectando, replicando e matando células contaminadas, enquanto poupa células saudáveis.

Segundo os cientistas, a ação ocorreu depois que testes em animais mostraram que o vírus é capaz de reduzir o tamanho de tumores de câncer de cólon, pulmão, mama, ovário e pâncreas. A Vaxinia pode aumentar o nível de uma proteína chamada PD-L1 em tumores, tornando a imunoterapia mais eficaz contra o câncer.

“Agora é o momento de aumentar ainda mais o poder da imunoterapia, e acreditamos que o CF33-hNIS (Vaxinia) tem o potencial de melhorar os resultados para nossos pacientes em sua batalha contra o câncer”, disse Daneng Li, pesquisador principal e professor assistente do Departamento de Oncologia Médica e Pesquisa Terapêutica do City of Hope National Medical Center, dos Estados Unidos, ao Daily Mail.

Ele explica que, embora outros imunoterápicos tenham sido eficazes em certos cânceres, os pacientes muitas vezes têm recaídas e eventualmente param de responder ou desenvolvem resistência ao tipo de tratamento. Em contraste, a Vaxinia pode controlar o sistema imunológico do paciente e ajudar a destruir os tumores cancerígenos.

Para avaliar a resposta do vírus, desenvolvido pela Imugene Limited, os pesquisadores irão realizar um ensaio clínico de Fase 1 com 100 pacientes portadores de câncer, com tumores sólidos metastáticos ou avançados, em aproximadamente 10 locais nos Estados Unidos e na Austrália. A previsão é que o estudo dure em torno de 24 meses.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais