Saúde Compartilhar
Saúda da mulher

Distribuição de absorventes vai beneficiar 24 milhões de mulheres

O público-alvo é formado por brasileiras registradas no CadÚnico e/ou que estejam em situação de rua ou de pobreza

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Foto: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil

O governo federal divulgou, na segunda-feira (19), os critérios do Programa de Proteção e Promoção da Saúde e Dignidade Menstrual, que garante a distribuição de absorventes gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A expectativa é que a iniciativa atenda 24 milhões de mulheres que vivem em condição de vulnerabilidade social.

O público-alvo é formado por brasileiras registradas no CadÚnico e/ou que estejam em situação de rua ou de pobreza. O programa também inclui alunas matriculadas na rede pública de ensino, que pertençam a famílias de baixa renda, assim como aquelas que estejam no sistema penal ou cumprindo medidas socioeducativas.

Segundo a portaria, os absorventes poderão ser distribuídos em estabelecimentos da Atenção Primária à Saúde e escolas da rede pública, bem como em unidades da rede de acolhimento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), presídios e instituições para cumprimento de medidas socioeducativas. A quantidade de absorventes adquiridos, por sua vez, será em conformidade com a estimativa do ciclo menstrual.

“A dignidade menstrual é uma questão que envolve aspectos de saúde pública, educação, cidadania e autoestima. Há milhares de pessoas que menstruam sem acesso a absorventes. Em consequência, meninas deixam de frequentar aulas por vergonha, e mulheres usam formas inadequadas de contenção do fluxo, como papel higiênico e até miolo de pão”, reforçou o Ministério da Saúde.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×