Bem-Viver Compartilhar
Saúde

Calor intenso e sudorese são sintomas da menopausa; saiba como aliviar

Sintomas afetam três a cada quatro mulheres

• Atualizado

Redação

Por Redação

Ondas de calor intenso e sudorese excessiva, também chamados de fogachos, são sintomas comuns durante o climatério, que é o período mais intenso da temida menopausa. Eles acometem três a cada quatro mulheres que passam por essa fase. O ginecologista e docente do Instituto de Educação Médica (Idomed), Joab Lima, explica que esses sintomas surgem devido à grande alteração hormonal que acontece no corpo da mulher.

“A falência dos ovários pela idade avançada da mulher leva à deficiência na produção de hormônios sexuais, principalmente o estrogênio, e a nível do hipotálamo, que é a região cerebral do centro termorregulador, leva a uma vasoconstrição e em seguida um desequilíbrio na regulação da temperatura corpórea”, explica.

Em algumas mulheres as ondas de calor e a transpiração acontecem várias vezes durante o dia ou a noite e duram em torno de dois a cinco minutos. O fogacho costuma começar de repente na região do rosto, superior do tórax e depois se generaliza pelo corpo. “É interessante ressaltar que mesmo a paciente sentindo o corpo aquecido, a temperatura corporal mantém-se normal, em torno de 36,5º”, alerta o especialista, acrescentando que o fogacho também pode vir acompanhado de vermelhidão na pele, principalmente na face. “Isso ocorre em consequência da dilatação dos vasos sanguíneos como forma de compensar a constrição proveniente da falta de estrogênio e o desequilíbrio termorregulador”.

Segundo o professor e Dr. Joab Lima, apesar de ser uma sensação ruim, os fogachos não representam nenhum problema direto para a saúde da mulher. “É um sintoma normal, apesar de causar muitos desconfortos. Muitas mulheres têm o dia a dia afetado, pois as ondas de calor podem até gerar uma redução de pressão e, em outros casos, se a vasoconstrição for muito intensa poderá levar a quadros de infarto do miocárdio em pacientes com outros fatores de riscos”, alerta Dr. Joad Lima diz, ainda, que não há tempo exato para o fim dos sintomas, pois varia de mulher para mulher, mas que costuma desaparecer espontaneamente após alguns anos.

Como aliviar?

O ginecologista explica que não há como os sintomas da menopausa serem evitados por se tratar de um processo natural do organismo feminino, porém existem algumas formas de amenizar os desconfortos enfrentados nesse período. “Uma das formas de aliviar é com medicação natural como os fitohormônios ou até com reposição hormonal. No entanto, para isso é imprescindível o acompanhamento médico para avaliar primeiramente a intensidade dos sintomas, o histórico da paciente e os fatores de risco”.

Mudanças de hábito também são fortes aliadas para amenizar os sintomas da menopausa. “Perder peso, ter uma alimentação equilibrada, praticar atividade física regularmente, parar de fumar, evitar bebidas alcoólicas, comidas apimentadas e cafeína também funciona. No verão, é importante a mulher usar roupas leves, procurar ficar em ambientes ventilados e beber muita água”, complementa Dr. Joab Lima.

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×