Rádio Clube Compartilhar
URGENTE

URGENTE: Lages decreta situação de emergência em saúde

Decreto foi assinado pelo prefeito do município na tarde desta quinta-feira (30). Antônio Ceron concedeu entrevista para Rádio Clube Lages

Por

• Atualizado

Foto: Divulgação/PML
Foto: Divulgação/PML

O comunicador da Rádio Clube de Lages, Edson Varela recebeu com exclusividade a seguinte informação: O Prefeito de Lages, Antonio Ceron assinou decreto de emergência em saúde na tarde desta quinta-feira (30). A medida visa acelerar contratação de médicos e outras ações para enfrentamento de demandas de atendimento em estruturas como a UPA.

Em entrevista para o programa A Hora da Corneta, o Prefeito de Lages Antonio Ceron fala sobre o decreto:

Hoje fomos surpreendidos pelos médicos da UPA, até encaminharam uma carta ao Secretário da Saúde, Claiton Camargo, que não iriam participar da escala de plantão a partir da meia noite do dia 01/07/22 a não ser que a prefeitura pagasse o aumento considerável, de 120 para 150 reais em julho e 170 em agosto.
Portanto, acabei de assinar o decreto 19.642, que declara situação de emergência, com esse decreto fica proibido o não fechamento da escala de plantão do dia seguinte, 01/07/22. E autoriza a permissão da aquisição de bens e serviços e a contratação de funcionários da saúde de forma imediata. Deixar de atender a população por 20 ou 30 reais é desumano.

Procura por leitos hospitalares, aumento de casos de síndromes gripais e não fechamento da escala médica da UPA no mês de julho são as principais razões do decreto de emergência assinado pelo prefeito Antonio Ceron. Decreto de Emergência em Saúde terá duração de 90 dias

Entre as medidas previstas para desafogar o atendimento da UPA, está o funcionamento de algumas UBS (nos bairros) até às 19 horas. Outra medida do decreto é a mudança dos atendimentos pediátricos, o atendimento pediátrico/infantil será transferido temporariamente para o antigo PA Tito Bianchini.

A Rádio Clube tem acompanhado o colapso da saúde na cidade de Lages, recebendo e apurando diversas denuncias relacionadas a médicos, estrutura, alta demanda, falta de contratação e o pagamento dos servidores.

Médicos da UPA 24h de Lages divulgam carta aberta:

Carta aberta a população lageana;

Durante as últimas duas semanas estamos expondo a atual situação em que a equipe de saúde da UPA vem enfrentando, por meio de denuncias nos meios de comunicação e pedidos não atendidos por parte da secretaria de saúde e prefeito.
Após exposição na mídia conseguimos uma reunião com o Secretário de Saúde Claiton Camargo de Souza e sua equipe no dia 28/06/22; A qual foi gravada, aonde ficou claro em sua fala que já previam a atual situação de calamidade na saúde de Lages e que nada foi feito para tal situação e os dois anos que tiveram para retorno da pediatria e a estrutura totalmente inviável e insalubre que oferecem as crianças do nosso município; A péssima gestão nos últimos anos, com números e tabelas a provar, em vista a saúde pública com 21 UBS sem medico de ESF, e demandada de médicos devido à inviabilidade de permanecer no local com o mínimo de condições para atender as demandas da população, e um panorama assustador que esse déficit está trazendo; e essa demando escoando diretamente no nosso pronto atendimento. Pontuado a falta de estrutura, higiene, condições precárias e desvalorização do profissional de saúde destacando os médicos e o desrespeito com o mesmo por parte da gestão.

Pauta da reunião
1-escoamento do fluxo para as unidades de saúde: até sexta darão as devolutivas sobre estender horário das UBSs até as 22 horas durante os dias de semana
2- segurança: não podem fazer nada
3- No momento não há como mudar infraestrutura, e permanecera desta forma pois querem garantir a verba advinda e que não é repassado para tal; possibilidade de alterar local- sexta devolutiva sobre a possibilidade de a pediatria ir para o Tito Bianchini ( sem data prevista ), a longo prazo ativar segundo andar da upa e reestruturação
4- aumento de salário (tendo em vista que a hora plantão permanece a mesma desde 2014 sem sofrer nenhum reajuste/ médico adicional dia e noite com resposta para Agosto se for aprovado pois não há verba para pagamento;
5- higiene: não podem melhorar- outro ponto para expor
6–Alimentação de péssima qualidade e higiene: fazer documentado as reclamações pegar assinaturas de todos os funcionários e entregar a eles .. para reclamação e não mudança de empresa que fornece ..
7- obediência do fluxo e permanência de 24h : estão em discussão com a regulação e amures pois tem leito na região, abriram para participar da reunião os médicos.. foi relatado as devolutivas
8- enfermagem e demais profissionais de saúde: a resposta é não tem como mudar; não podem ofertar aumento; a longo prazo será feito concurso e chamado o seletivo mas isso semanada tempo.. nada de imediato

Tendo em vista as declarações anteriores e para que a população fique ciente da falha perante nossas inúmeras tentativas, e que estarão expostos a falta de médicos e de atendimento pelas condições atuais de trabalho inoperante e não condizentes com o creditamos, sendo impossível prestar atendimento com qualidade eficácia de que a nossa população precisa.

Médicos da UPA 30/06/2022

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

publicidade
publicidade

Veja mais