Política Compartilhar
Manifestação

Veja o que se sabe sobre o ato de Bolsonaro na Paulista neste domingo

A expectativa é que a passeata comece a partir das 15h

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: reprodução/redes sociais
Foto: reprodução/redes sociais

Neste domingo (25), uma enorme multidão é esperada no ato em defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na Avenida Paulista, em São Paulo. Segundo organizadores da manifestação, a ideia é rebater acusações de que o político teria participado de um plano de golpe de Estado em 2022, como apontado pelas investigações da Polícia Federal.

A expectativa é que a passeata comece a partir das 15h. O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, informou que alugou dois trios elétricos para que Bolsonaro e outras figuras políticas discursem no ato. A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro também deve participar, abrindo a manifestação com uma oração.

“Vai ser uma festa linda da democracia. Nós vamos levantar um grande clamor em favor do Brasil. Chegou a hora da manifestação do supremo poder de uma nação, que é o povo”, disse Malafaia. “Vai ser uma manifestação pacífica em favor do Estado Democrático de Direito e uma defesa sobre essa perseguição implacável a Bolsonaro”, acrescentou.

Já confirmaram presença no ato os governadores de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), de Goiás, Ronaldo Caiado (União), de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL). Dezenas de deputados e senadores também estarão presentes no evento, incluindo Flávio Bolsonaro (PL), filho do ex-presidente.

Reforço da Segurança

Fábio Wajngarten, advogado de Bolsonaro, estima que cerca de 700 mil pessoas atendam ao ato pró-Bolsonaro neste domingo. Em meio ao cenário, a prefeitura de São Paulo informou que irá reforçar a segurança ao redor e na Avenida Paulista. Ao todo, 2 mil agentes estarão a postos para garantir a segurança da população.

O esquema de segurança contará ainda com drones e câmeras fixas e móveis para o monitoramento de eventuais ocorrências. A coordenação da operação será realizada do Centro de Operações da PM (Copom), onde também estarão presentes representantes de outros órgãos, como secretarias municipais e a Guarda Civil Municipal.

*Com informações do SBT News

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×