Política Compartilhar
Maius um?

Por falta de marca do governo, petistas querem que Lula crie mais um ministério; entenda

Pesquisa Quaest divulgada nesta 4 feira (20) mostra fragmentação de menções positivas em relação a ações do governo

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Foto: reprodução redes sociais.
Foto: reprodução redes sociais.

A Pesquisa Genial/Quaest divulgada na manhã desta quarta-feira (20) mostra uma fragmentação de menções positivas em relação às ações do governo federal. Os dados reforçam a falta de uma marca do terceiro governo Luiz Inácio Lula da Silva. E voltaram a reforçar, entre integrantes do PT na Esplanada, a necessidade da divisão do Ministério da Justiça e, por tabela, a criação de uma pasta própria para a Segurança.

Entenda o caso: a pesquisa Genial/Quaest aponta uma variação negativa do governo Lula, que tem a aprovação de 36% – já foi 38%, uma queda dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

Por que isso importava: mais do que a dificuldade de Lula em quebrar a polarização, a pesquisa aponta uma fragmentação de menções positivas entre aqueles que apoiam o governo (veja quadro abaixo).

Imagem: SBT News

O que o SBT News descobriu: a falta de uma marca levou petistas, incluindo ministros do PT, a defenderem a criação de uma pasta específica para Segurança Pública, que deve ser o principal tema das eleições municipais.

Lula não quer: por ora, o presidente quer manter o ministério da Justiça unificado. Tem receio de que corporações policiais capturem a pasta da Segurança.

Detalhes: a pesquisa ouviu 2.012 pessoas em 120 cidades de todas as regiões do país de 14 a 18 de dezembro. A margem de erro é de 2.2 pontos percentuais e o nível de confiabilidade de 95%.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Fale Conosco
Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.