Mundo Compartilhar
Mundo

Javier Milei toma posse como presidente da Argentina

"A política é para servir o cidadão, não o contrário", afirmou o presidente em seu primeiro discurso

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Javier Milei. Foto: Reprodução, via SBT News
Javier Milei. Foto: Reprodução, via SBT News

O Congresso Nacional empossou Javier Milei presidente da Argentina um pouco antes do meio-dia deste domingo (10). Sob gritos de “Liberdade”, em referência ao nome do partido do libertário “La Libertad Avanza”, e vaias direcionadas à Cristina Kirchner, Milei fez seu juramento e recebeu a faixa presidencial das mãos do ex-presidente Alberto Fernández. 

Posteriormente, ele e a vice-presidente, Victoria Villarruel, assinaram os termos de posse. Enquanto a vice discursou no Congresso, Milei quebrou protocolos e discursou para seus apoiadores na escadaria da casa legislativa. 

“Hoje começa uma nova era na Argentina. Hoje damos por terminada uma longa e triste história de decadência e começamos o caminho da reconstrução do nosso país”, disse.

“Os argentinos, de forma contundente, expressaram uma vontade de mudança que já não tem retorno. Não há retorno. Hoje enterramos décadas de fracassos e disputas sem sentido. Começa uma era de paz e prosperidade, de liberdade e progresso”, discursou o presidente.

Em seu discurso, Milei também afirmou que recebeu a “pior herança de um governo na história” e prometeu lutar contra a inflação com “unhas e dentes”.

“Tal como a queda do Muro de Berlim marcou o fim de uma era trágica para o mundo, estas eleições marcaram o ponto de virada da nossa história”, afirmou. “Nenhum governo recebeu uma herança pior do que a que estamos a receber”.

Javier Milei finalizou o discurso às 12h50, e se direcionou à Casa Rosada, residência oficial da presidência, em carro aberto. No local, ele irá recepcionar delegações estrangeiras, incluindo o chanceler brasileiro Mauro Vieira — que representa o Brasil na posse. Posteriormente, ele irá até a Catedral Metropolitano de Buenos Aires para um culto ecumênico. 

O presidente então volta para a Casa Rosada e empossa seus ministros. Ainda não se sabe se serão 8 ou 9, já que Milei afirmou durante a campanha presidencial que irá extinguir o Ministério da Saúde. Após a posse do governo, Milei vai para o Teatro Colón, principal casa de ópera do país, para assistir uma versão enxuta da ópera Madame Butterfly, do italiano Giacomo Puccini. 

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×