Emprego e Carreira Compartilhar
desemprego

No mês da mulher, pesquisa revela alto índice de desemprego feminino

A pesquisa ainda indica as diferenças salariais

Por

• Atualizado

Foto: Pixabay (banco de imagens)
Foto: Pixabay (banco de imagens)

No mês das mulheres uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas apontou números preocupantes em relação ao índice de desemprego para as mulheres.

2021 foi o ano com maior desemprego entre as mulheres, chegando a 16,45%, sendo a maior marca em nove anos. A pesquisa ainda indica as diferenças salariais. As mulheres ainda ganhando muito menos do que os homens.

De acordo com a fundação, a chegada da pandemia em 2020 aumentou de forma significativa essa disparidade entre homens e mulheres no mercado de trabalho, muito devido a própria crise econômica, mas também devido a alternativa das mulheres em ter que ficar com seus filhos em casa durante a pandemia em ensino a distância.

Para o IBGE essa disparidade vem crescendo desde 2012 em alguns casos, como a taxa de participação das mulheres no mercado, teve um aumento até 2020, porém diante da pandemia essa taxa voltou a cair.

Para a Fundação Getúlio Vargas, o cenário pós pandemia é muito diferente, as demandas exigem habilidades específicas e como grande parte das mulheres que saíram do mercado de trabalho não possuem nível educacional alto acabam ficando à margem desse processo de recuperação da economia. A partir daí a falta de emprego entre as mulheres pode se agravar.

ASSISTA A REPORTAGEM

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Veja mais