Mundo Compartilhar
Tragédia

Série de terremotos no Japão deixa ao menos 48 mortos

Dezenas de casas ficaram destruídas; governo destacou mil militares para ajudar equipes de resgate

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Foto: Reprodução, via SBT News
Foto: Reprodução, via SBT News

A série de cerca de 140 terremotos que atingiu o Japão nesta segunda-feira (01) já deixou ao menos 48 mortos na província de Ishikawa, localizada na península de Noto, região costeira oeste do país. O tremor mais forte registrou magnitude de 7,6.

De acordo com a rede de televisão pública NHK, a maior parte das vítimas se concentra nas cidades de Wajima e Suzu. A imprensa japonesa fala em dezenas de milhares de residências destruídas.

O primeiro-ministro do país, Fumio Kishida, destacou 1.000 militares para ajudar as equipes de resgate nas regiões mais afetadas pelos terremotos.

"Salvar vidas é nossa prioridade e estamos lutando uma batalha contra o tempo. É crítico que pessoas presas em suas casas sejam resgatadas imediatamente", declarou. Kishida também relatou que equipes têm encontrado dificuldade para acessar áreas ao norte de Noto por terra. O governo coordena envio de ajuda por navio.

Em Wajima, incêndios afetaram mais de 200 estruturas e há relatos de dezenas de pessoas presas sob escombros. Os tremores também deixaram feridos e causaram danos nas províncias de Fukui, Gifu, Niigata e Toyama.

Veja imagens do estrago deixado pelos terremotos na cidade de Kanazawa, capital de Ishikawa:

Nessa segunda, a Agência Meteorológica do Japão emitiu alerta para risco de “grande tsunami” na região de Ishikawa. Também foram divulgados avisos de possibilidade de ondas para o resto da costa das ilhas de Honshu, a mais populosa do país, e de Hokkaido, ao norte.

Inicialmente, a agência falava em ondas de até 5 metros. Depois, a medição foi revisada para 3 m. Algumas regiões foram impactadas por ondas que passaram de 1 m de altura.

Não foram emitidos novos alertas nesta terça.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.