Famosos Compartilhar
Emocionante

Fã que morreu em show de Taylor Swift no RJ ganha homenagem na Times Square

A exibição em Nova York (EUA) veio após uma mobilização de fãs da cantora

• Atualizado

Estadão Conteúdo

Por Estadão Conteúdo

Ana Clara Benevides, fã que morreu após passar mal no primeiro show da The Eras Tour. Foto: Reprodução/Instagram
Ana Clara Benevides, fã que morreu após passar mal no primeiro show da The Eras Tour. Foto: Reprodução/Instagram

Ana Clara Benevides, fã que morreu após passar mal no primeiro show da The Eras Tour, da cantora Taylor Swift, no Brasil, ganhou uma homenagem especial na Times Square na quarta-feira (22). A exibição em Nova York (EUA) veio após uma mobilização de fãs da cantora.

O vídeo trazia uma foto de Ana com os dizeres: “essa é uma homenagem de todos os fãs que estiveram no show do Rio de Janeiro. Você foi maior que todo o céu”. A última frase faz referência à música Bigger Than The Whole Sky, cantada por Taylor no show seguinte à morte. Na ocasião, a artista foi criticada por não citar o nome de Ana Clara durante a apresentação.

Os telões da Times Square, hoje, permitem que qualquer pessoa faça uma exibição no ponto turístico norte-americano. Antigamente, os aluguéis de espaços chegavam a mais de US$ 1 milhão – cerca de R$ 4,9 milhões -, mas já existem micropacotes que custam US$ 40, ou R$ 195.

A exibição foi compartilhada por fãs-clubes de Taylor e por Thiago Fernandes, amigo de Ana, em postagens no X, antigo Twitter. Segundo o perfil Update Swift Brasil, a homenagem foi feita com a autorização da família e de amigos da fã.

Ana Clara teve uma parada cardiorrespiratória após passar mal no show da cantora no Rio de Janeiro. Exames feitos pelo IML apontaram que Ana Clara teve hemorragia pulmonar. O corpo foi sepultado na última terça-feira (21), em Pedro Gomes, no Mato Grosso do Sul. Fãs também haviam se mobilizado para auxiliar os custos do translado.

Polícia do RJ abre inquérito para investigar T4F, produtora do show

A Delegacia do Consumidor (Decon) abriu um inquérito para investigar as condutas da Time For Fun (T4F), produtora dos shows de Taylor Swift no Brasil, após a morte de Ana Clara. O órgão apurará o crime de perigo para a vida ou saúde. As informações foram confirmadas ao Estadão pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. A T4F também foi procurada, mas não retornou até a publicação desta matéria.

Em nota enviada pela produtora após a morte, a T4F afirmou que a fã foi “prontamente atendida” e encaminhada para um posto no Estádio Nilton Santos.

“É com muita tristeza que informamos o falecimento de Ana Clara Benevides Machado, 23 anos. (…) Ana Clara se sentiu mal e foi prontamente atendida pela equipe de brigadistas e paramédicos, sendo encaminhada ao posto médico do Estádio Nilton Santos para o protocolo de primeiros socorros. Diante do quadro, a equipe médica optou pela transferência ao Hospital Salgado Filho, onde, após quase uma hora de atendimento emergencial, infelizmente veio a óbito. Aos familiares e amigos de Ana Clara Benevides Machado nossos sinceros sentimentos”, disse a T4F.

A organizadora do evento ainda publicou um comunicado informando que promoveria o “fornecimento de água gratuita nas filas e em todos os acessos e entradas ao estádio e no seu interior”. Após a Portaria publicada pelo governo, eles liberaram a entrada de garrafas de plástico flexíveis para o evento.

Após a confirmação da morte, Taylor Swift também compartilhou uma nota em que se dizia “devastada” e “de coração partido”, mas afirmou que não citaria o caso nos shows seguintes por se sentir mal ao falar sobre o assunto. “Eu quero dizer agora que eu sinto fundo essa perda em meu coração pela família e amigos dela”, disse. “Essa é a última coisa que imaginei que aconteceria quando decidimos trazer essa turnê ao Brasil”.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×