Cotidiano Compartilhar
Polêmica

VÍDEO: Dança do “Cavalo Taradão” para crianças pequenas em escola causa polêmica

No vídeo um grupo de dança faz movimentos sensuais com uma música de cunho sexual

• Atualizado

Redação

Por Redação

Imagem: Redes sociais / Reprodução
Imagem: Redes sociais / Reprodução

Uma peça de teatro que utilizou uma música com letra de cunho sexual em uma apresentação para crianças em um centro de educação infantil na cidade do Rio de Janeiro causou polêmica por conta do conteúdo apresentado aos pequenos, nesta semana.

O vídeo que repercutiu mostra uma dançarina utilizando uma máscara de cavalo e fazendo movimentos sensuais com o quadril nos ombros e cabeça do colega de cena. Nas redes sociais, diversas críticas sobre a apresentação estão relacionadas a letra da música de cunho sexual.

O prefeito Eduardo Paes se manifestou nas redes sociais criticando a apresentação. “Criança está na escola para aprender. Vamos endurecer o controle das atividades”, afirmou o prefeito do Rio. Paes também frisou que as apresentações nas escolas só podem ocorrer se forem classificadas como livre para todos os públicos. O grupo teria dito para a direção da escola que a peça era de classificação livre.

A dançarina Thamires Candida, que aparece nas imagens, se manifestou nas rede sociais, mas horas depois, seu perfil ficou fora do ar. Conforme informações do portal UOl, a jovem disse que o vídeo está fora de contexto e que a música do vídeo é uma versão não explícita da canção original.

Veja a fala do prefeito do Rio de Janeiro

“As pessoas estão julgando que é do diabo, que é isso, que é aquilo. Vamos ter Deus no coração. As crianças estão muito felizes, não tem nada de mais. A música foi modificada para uma versão light. Para quem não conhece a música do “Cavalo no cio”, provavelmente vai escutar a versão polêmica. E essa não é, fala “o cavalo ficou danado, coloca de frente, galopa de lado”, conforme informações do UOL.

O vereador do Rio Carlos Bolsonaro criticou o conteúdo da apresentação em suas redes sociais. O político disse que “são muito poucos que se manifestam contra a maneira que a educação é conduzida”.

Veja a fala do vereador Carlos Bolsonaro

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro abriu uma sindicância para apurar as responsabilidades sobre a apresentação, segundo o jornal O Tempo.

Veja o vídeo que causou a polêmica

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.