Cotidiano Compartilhar
Esperança

Vacinas contra dengue chegam em SC; confira os municípios contemplados

Neste momento as primeiras doses serão utilizadas para aplicação em crianças de 10 e 11 anos de 13 municípios da região Norte.

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: SBT News/Reprodução
Foto: SBT News/Reprodução

O Governo de Santa Catarina anunciou na noite desta quarta-feira (21) que as primeiras 15 mil doses da vacina contra a dengue já chegaram ao Estado. Nos próximos momentos devem chegar mais 14.100 doses, totalizando 29.100 na primeira etapa.

Devido ao limitado quantitativo de imunizantes disponíveis, neste primeiro momento, segundo orientação do Ministério da Saúde, serão utilizadas para aplicação da primeira dose em crianças de 10 e 11 anos de 13 municípios da região Norte. A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), fará a distribuição das vacinas aos municípios contemplados já nesta quinta-feira (22).

A administração da vacina contra a dengue é realizada em um esquema de duas doses com um intervalo de 3 meses entre elas. 

A vacinação contra a dengue tem como objetivo reduzir as hospitalizações e óbitos decorrentes da doença. Para tanto, é necessário alcançar a meta de 90% para o esquema completo da vacinação, ou seja, a proteção está vinculada à segunda dose que deve ser aplicada com intervalo de 90 dias entre elas.

LISTA DOS MUNICÍPIOS CONTEMPLADOS:

1- Barra Velha
2- Corupá
3- Guaramirim
4- Jaraguá do Sul
5- Massaranduba
6- São João do Itaperiú
7- Schroeder
8- Araquari
9- Balneário Barra do Sul
10- Garuva
11- Itapoá
12- Joinville
13- São Francisco do Sul

Seleção dos municípios contemplados com a vacina

Foram selecionados para receber as doses da vacina, segundo o Informe Técnico Operacional da Estratégia de Vacinação contra a dengue em 2024, do Ministério da Saúde, “os municípios de grande porte (população maior ou igual a 100 mil habitantes) com alta transmissão de dengue nos últimos 10 anos, incluindo os demais municípios das suas regiões de saúde de abrangência, independentemente do porte populacional, ordenados pela predominância do sorotipo DENV-2 (reemergência recente) e pelo maior número de casos no monitoramento 2023/2024 (SE-27/2023 à SE-02/2024)

A ordem de distribuição das doses, ainda segundo o Informe Técnico, “foi definida seguindo três parâmetros: o primeiro é o rankeamento das Regiões de Saúde e Município, o segundo é o quantitativo de doses necessários para a população-alvo conforme a disponibilidade de doses (previsão de entrega pelo fabricante) e o terceiro é o cálculo do quantitativo total de doses entregue em apenas uma remessa ao município.”

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×