Cotidiano Compartilhar
Demarcação

União notifica moradores de Jurerê sobre demarcação de terrenos de Marinha

Moradores receberão as notificações terão prazo para contestar a demarcação da linha de marinha

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Secretaria do Patrimônio da União (SPU) / Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Públicos
Foto: Secretaria do Patrimônio da União (SPU) / Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Públicos

A Secretaria do Patrimônio da União (SPU) iniciará o envio de notificações aos proprietários de 611 inscrições imobiliárias localizadas na orla do bairro de Jurerê, região norte de Florianópolis, a partir do mês de dezembro.

Os moradores terão 60 dias para apresentar documentos históricos e geográficos que contestem a demarcação da linha de marinha. A previsão de entrega das notificações pelos Correios é entre os dias 11 e 15 de dezembro de 2023.

Conforme a SPU, demarcação foi feita a partir de documentos históricos, audiências e informações levantadas pelos técnicos da SPU. O objetivo da ação é dar mais um passo na demarcação dos bens da União nesta região para regularizar a situação, garantindo maior segurança jurídica aos ocupantes.

O órgão esclarece que, apesar do nome, os Terrenos de Marinha não pertencem ao braço naval das Forças Armadas brasileiras.

“Trata-se de um termo antigo que ainda é empregado para se referir às áreas que atualmente são administradas pela SPU”, explica.

A secretaria diz que os trabalhos de demarcação estão em curso desde 2007. A União foi condenada em uma ação civil pública a promover a homologação da LPM 1831 (Linha Preamar Média) na região de Jurerê. A ação começou em 2012 e transitou em julgado em 2017.

O SPU diz que os “responsáveis por lotes atingidos pela demarcação terão o prazo de 60 dias para contestar o traçado por meio do envio de documentos e indícios que possam alterar a linha demarcada”.

Para encaminhar os elementos comprobatórios, a SPU criou um portal de atendimento virtual que disponibiliza a íntegra do processo sobre a demarcação, vídeo explicativo e o requerimento de impugnação online para que a contestação seja protocolada e demais informações para trazer transparência ao processo.

Confira detalhes sobre o assunto na explicação de Nabih Henrique Chraim, conselheiro especial da comissão nacional de direito imobiliário da OAB:

Vídeo explica a notificação:

Acesse aqui o portal do SPU

Telefones do MGI: (61) 2020-4343 / 2020-4205 / 2020-4527

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×