Meio Ambiente
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Meio Ambiente Compartilhar
Visita

Lobo-marinho é visto descansando em praia de Florianópolis

O mamífero marinho aparentava estar bem e foi atendido por uma equipe de biólogos e veterinários da R3 Animal

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Lobo-marinho é visto descansando em praia de Florianópolis
Foto: Regina Reis/R3 Animal

Na manhã deste domingo (20), na Praia do Moçambique, em Florianópolis, um lobo-marinho-subantártico (Arctocephalus tropicalis) foi visto descansando na areia. O mamífero marinho, um macho subadulto, aparentava estar bem e foi atendido por uma equipe de biólogos e veterinários da R3 Animal, por meio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

De acordo com a R3, uma avaliação preliminar com um termógrafo (aparelho que detecta a temperatura em diferentes pontos do corpo), foi feita no lobo-marinho e os profissionais constataram que o animal estava aparentemente saudável, com bom escore corporal. Segundo a médica veterinária Janaina Rocha Lorenço, o mamífero tinha uma pequena lesão superficial em um dos olhos e recebeu um colírio medicamentoso. “Realizamos a colheita de sangue e os resultados do hemograma apontaram que ele não está anêmico e nem desidratado”, disse Janaina.

Lobo-marinho em Florianópolis
Foto: Regina Reis/R3 Animal

>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

Os biólogos informaram que não houve necessidade de resgatar o animal, pois o escore corporal dele estava dentro do normal para um animal em viagem, que buscou a praia apenas para descanso. É comum da espécie o animal permanecer em descanso por até uma semana após nadar grandes distâncias. As unhas do lobo-marinho foram pintadas de vermelho para facilitar a identificação caso ele seja avistado novamente.

A recomendação para a população é de que, caso o animal seja encontrado em outra praia, seja feito um contato pelo telefone do PMP-BS, 0800 642 3341, das 7h às 17h. Os biólogos ressaltam a importância de não fornecer alimento ao lobo-marinho e nem forçá-lo a entrar na água.

Pinguins são soltos na Praia do Moçambique, em Florianópolis

Lobos-marinhos-do-Sul são liberados na praia do Moçambique, em Florianópolis

Lobo-marinho-subantártico


O lobo-marinho-subantártico faz parte do grupo dos Pinípedes, que incluem leões-marinhos, elefantes-marinhos e focas. Esta espécie habita principalmente as ilhas ao norte da Convergência Antártica. Possuem uma pelagem de coloração pardo-amarelada no peito e no pescoço. Podem aparecer em nossa região durante o inverno em busca de descanso e de alimento.


>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais