Cotidiano
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Cotidiano Compartilhar
Vida marinha

Lobos-marinhos-do-Sul são liberados na praia do Moçambique, em Florianópolis

Os dois animais estavam sob os cuidados da R3 Animal e foram reabilitados no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Lobos-marinhos-do-Sul são liberados na praia do Moçambique, em Florianópolis
Foto: Divulgação, R3 Animal

Dois lobos-marinhos-do-Sul foram liberados na manhã desta quarta-feira (30), na Praia do Moçambique, em Florianópolis. Os dois animais estavam sob os cuidados da R3 Animal e foram reabilitados no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos.

Os dois lobos foram resgatados nos dias 6 e 7 de agosto, em diferentes praias da região.

Os animais, uma fêmea e um macho, passaram por um longo período de reabilitação. E, para serem soltos, realizaram exames complementares para verificar se estavam saudáveis e se não entraram em contato com algum patógeno de animais domésticos que pudesse ser levado e colocar a colônia em risco.

“Durante o processo de reabilitação, os lobos-marinhos eram vizinhos de recinto. Com a passar do tempo, os dois começaram a interagir um com o outro. Como eles ficaram aptos para soltura ao mesmo tempo, optamos em soltá-los juntos”, informa a médica veterinária Marzia Antonelli.

Nesta época do ano é comum que animais desta espécie sejam avistados. Eles saem de colônias reprodutivas no Uruguai e Argentina e chegam em praias catarinenses em busca de alimento e buscam costões rochosos e faixas de areia para descanso.

Confira o que fazer ao encontrar um animal marinho:

– Caso os aviste, ligue 0800 642 3341, e mantenha distância!

– Ajude a isolar a área. Embora lobos-marinhos não sejam animais agressivos, caso sintam-se ameaçados podem tentar se defender.

– Evite se aproximar com animais de estimação, pois eles podem transmitir doenças aos lobos-marinhos. Caso cachorros tentem atacar o animal, ajude mantendo-os afastados.

– Evite tirar fotos com o uso de flash. Nunca forneça alimento ou force o animal a entrar na água, pois ele quer apenas descansar.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais