Cotidiano Compartilhar
Homenagens

Colegas de trabalho do SBT relembram momentos com Jô Soares

"Honra", "gênio" e "divisor de águas": diretor e apresentadores da emissora lembram encontros com o artista

Por

• Atualizado

Foto: reprodução/internet
Foto: reprodução/internet

O ator, apresentador e humorista Jô Soares estreou na tela do SBT em 1988, após décadas de sucesso em atrações como “Viva o Gordo!”, “Família Trapo” e “Faça Humor, Não Faça Guerra” em outras emissoras.  

No SBT, marcou uma era com o talk-show “Jô Soares Onze e Meia”. A atração fez com que Jô estreasse na apresentação de um programa de TV, ficando no ar até 1999. Nesses anos, entrevistas históricas com celebridades, artistas e políticos, implementando um estilo próprio e único. 

O Diretor de Planejamento Artístico e Criação do SBT, Fernando Pelégio, lembrou que a vinda de Jô para a emissora foi um “divisor de águas”, já que o canal tinha aproximadamente quatro anos de vida.  

“O Jô Soares sofisticou a nossa programação. O SBT ficou mais inteligente”, afirmou Pelégio, elencando outros integrantes da equipe, como Dilea Frate, Hilton Marques e Max Nunes, que trabalharam por anos com o apresentador. O diretor exaltou a interação que Jô Soares tinha com os membros da equipe, como câmeras e os músicos. 

“É um cara que conhecia o povo brasileiro e fazia o humor para que o povo entendesse. Esse era o maior sinal de inteligência dele”, afirmou Pelégio. “Ele preservava muito a equipe dele, é como se fosse um filho [o talk-show]”, acrescentou. Além disso, o diretor negou rumores de que Jô estivesse voltando para a emissora. “O cara mais completo [artisticamente] que eu já vivi”, completou. 

Nas redes sociais, o humorista Carlos Alberto de Nóbrega publicou um encontro com Jô no estacionamento do SBT, com os dois artistas trocando um afetuoso abraço.  

A apresentadora Eliana publicou que “teve a honra, na época em que trabalhava como criança, de ser entrevistada por ele”, e que Jô usou “a inteligência e o bom humor para construir importantes pontes de diálogo. Algo que não se vê mais na TV”. O apresentador Celso Portiolli também lembrou o encontro com Jô, na sede do SBT, considerando-o um “gênio”. 

O SBT vai reprisar nesta sexta-feira (05), após o “Tela de Sucessos”, a última entrevista do “Jô Soares Onze e Meia” no SBT. Na ocasião, como homenagem e despedida do apresentador da emissora, foram entrevistados Hebe e Carlos Alberto de Nóbrega. “A gratidão dele com o SBT estava estampada nesse último programa”, disse Pelégio. 

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

publicidade
publicidade

Veja mais