Cotidiano Compartilhar
OPERAÇÃO PROFUSÃO

Atividades de empresas são suspensas após operação policial em Joinville

A suspensão das atividades das empresas permanecerá em vigor até que haja uma nova decisão

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: divulgação/ Polícia Civil
Foto: divulgação/ Polícia Civil

Na tarde desta sexta-feira (1), foi dada continuidade na Operação Profusão, em Joinville, Norte catarinense. Foram cumpridas ordens judiciais determinando a suspensão das atividades de duas empresas vinculadas a um dos investigados na operação.

Os responsáveis por essas empresas foram notificados da decisão judicial, e as atividades nos locais foram imediatamente suspensas.

A suspensão das atividades nessas empresas permanecerá em vigor até que haja uma nova decisão judicial em sentido diverso. A investigação continua sendo conduzida pela 3ª DECOR, que está empenhada em finalizar as investigações em conformidade com os prazos legais estabelecidos.

Operação Profusão

A investigação visa apurar a suposta prática dos crimes contra a administração pública, como peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e sonegação fiscal. 

A operação iniciou nesta quinta-feira (30), após dois vereadores de Joinville serem alvos de mandados cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As ações foram feitas nos gabinetes dos parlamentares.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×