Coronavírus Compartilhar
Novos estudos

BioNTech e Pfizer iniciam testes de vacina universal contra covid

Experimentos serão feitos no segundo semestre do ano e devem resultar na melhor proteção contra o vírus

Por

• Atualizado

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

A BioNTech e a Pfizer informaram que os testes em humanos da vacina universal contra covid-19 serão iniciados no segundo semestre do ano. O novo imunizante, que inclui aumento de células T (imunológicas), prevê proteção contra uma ampla variedade de mutações do SARS-CoV-2 e casos mais graves da doença.

Segundo os cientistas, o objetivo da nova vacina é oferecer um imunizante com proteção de longo prazo e mais eficaz em relação ao agravamento dos sintomas no caso de uma nova cadeia de mutações do vírus. A iniciativa acontece depois da explosão de casos devido à variante delta, em 2021, e da atual proliferação das sublinhagens da cepa ômicron.

Além da vacina universal, a Pfizer está discutindo com os órgãos reguladores versões mais eficazes do imunizante já existente para melhorar a proteção contra a ômicron. No início da semana, por exemplo, a farmacêutica apresentou mais um resultado da versão adaptada da vacina contra covid direcionada à cepa.

Os estudos apontaram que uma dose de reforço da vacina, que conta com uma opção monovalente e outra bivalente, provocou uma resposta imune de 13,5 a 19,6 contra a ômicron, quando comparado com o imunizante atual. O resultado foi observado em dois níveis de dosagem: com 30 e 60 microgramas.

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

publicidade
publicidade

Veja mais