Roberto Azevedo

O jornalista Roberto Azevedo tem 39 anos de profissão, 17 deles dedicados ao colunismo político. Na carreira, dirigiu equipes em redações de jornal, TV, rádio e internet nos principais veículos de Santa Catarina.


Política Compartilhar
Eleições 2024

PP mantém o projeto de Pedrão à prefeitura da Capital e procura aliados

Sigla deu resposta às especulações e aposta em nomes para vereador

• Atualizado

Por

Divulgação
Divulgação

A reunião que o PP fez na terça-feira (6) frustrou os que prematuramente tiraram o ex-vereador e deputado estadual Pedro Silvestre, o Pedrão, do páreo da disputa à prefeitura de Florianópolis, ao ratificar o projeto. O encontro era de planejamento para as eleições e acrescentou o tema majoritária, além de se preparar para filiar candidatos a vereador, eventos programados para depois do Carnaval. O PP não elegeu vereadores em 2020.

A emblemática foto do grupo reunido, com Pedrão entre os históricos Aldo Rosa e Edson Caporal, e próximo à ex-prefeita Angela Amin, tem um significado de união. Pedrão chamou Angela de “uma grande inspiração para continuarmos avançando e trabalhando para transformar Florianópolis novamente em uma cidade referência para o país”, ao relembrar as vezes em que a ex-prefeita foi eleita a melhor do Brasil.

“Estamos em segundo lugar na pesquisa mais recente, com um crescimento de cerca de 50% em comparação com a pesquisa realizada há 30 dias”, declarou Pedrão, ao dar o troco em quem usou a pesquisa anterior encomendada pelo PP para sugerir a desistência do projeto à prefeitura. O próximo passo dos pepistas é construir uma política de alianças com outras siglas.

Topázio afinado com a Câmara e à espera do União Brasil

João Cobalchini, João Luiz, Topázio Neto e Renato Geske, na Câmara. Divulgação

O prefeito Topázio Neto (PSD), pré-candidato à reeleição, estava animado com a prioridade no projeto que prevê a internação involuntária de moradores em situação de rua usuários de drogas, na abertura dos trabalhos da Câmara dos Vereadores, na terça-feira (6). Topázio ainda contabiliza os apoios recebidos de MDB e Republicanos, enquanto aguarda o do União Brasil.

O alinhamento do prefeito com o Legislativo começa com a proximidade com o presidente da Câmara, vereador João Cobalchini (União), que está de malas prontas para retornar ao MDB. Na pauta de Topázio, ainda estão a simplificação das exigências da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano, em acordo com a OAB, a obtenção de U$ 150 milhões (R$ 600 milhões), com recursos do BID, para obras no Centro da Capital e a revogação das taxas de recursos ambientais, uma recomendação do Ministério Público.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×