Fabiano Braun

Mestre em Ciências do Movimento Humano, Diretor Técnico da Floripa Runners e Especialista em Trail Run.


Esporte Compartilhar
Descanso é fundamental!

Corrida e sono: uma relação cheia de vantagens ao corredor

Descanso cria o ambiente ideal para recuperação

• Atualizado

Por

Foto: Pexels | Banco de Imagens
Foto: Pexels | Banco de Imagens

Descanso também é treino. Esta é uma frase que sempre digo aos meus alunos da Floripa Runners. Vou explicar um pouco melhor sobre isso. Em suma, você melhora sua corrida quando dorme melhor. Treinar e descansar são pontos fundamentais para um melhor desempenho ao correr. Infelizmente, poucos corredores dão a devida importância para essa relação.

Afinal, muitos corredores, inclusive mais experientes, acreditam que a evolução da corrida só acontece se treinar mais e mais. Por mais tempo, por mais dias, por variar entre os tipos de treino. Mas, na verdade, não é bem assim.

Quando corremos, nosso corpo pode ser muito exigido, de acordo com a distância ou a intensidade. Os treinos de tiro ou intervalados, por exemplo, são muito cansativos, mas, porém, não mexem tão fortemente nas suas reservas de energia. Já nos treinos mais longos, como os da preparação para uma maratona (42 km), os estoques energéticos são mais exigidos, bem como músculos e articulações. E, por isso, o tempo de recuperação – leia-se descanso e sono – é diferente.

O descanso cria o ambiente ideal para recuperação, produzindo uma reserva para suportar o próximo estímulo. Treinar com eficiência e descansar adequadamente deixam a corrida melhor. Existem os mais variados estudos nesse sentido. Todos apontam para os benefícios no desempenho em atividades físicas.

O tempo ideal de sono varia de 6 a 8 horas por dia. Esse tempo varia conforme a faixa etária o estado (a gravidez, por exemplo). No entanto, o mais importante é um sono profundo, que leva o corpo a um estado de recuperação plena: o relaxamento ideal.

Para que os alunos da Floripa Runners tenham maior consideração pelo sono adequado, costumo destacar alguns benefícios diretos. Alguns deles são:

  1. Inibe o cortisol: esse hormônio é um dos responsáveis pelo aumento dos níveis de estresse. Além disso, inibe a produção de insulina, que entre suas funções, controla os níveis de açúcar no sangue.
  2. Reduz a leptina: a leptina é um hormônio que está vinculado ao aumento da sensação de fome e estímulo do apetite. É um vilão que favorece o ganho de peso.
  3. Aumento do GH: definido como o hormônio do crescimento, o GH evita o acúmulo excessivo de gordura, combate a osteoporose, aumenta a utilização da proteína no corpo e promove maiores níveis de força.
  4. Aumento de força e concentração: já é mais do que comprovado que o sono inadequado impacta na perda de concentração e na redução de força. Isso afeta diretamente a vontade, o foco e o resultado durante o treinamento.

Mas como melhorar o sono?

Algumas medidas simples podem ser o seu ritual para noites de descanso de qualidade e saudável. Confira:

  1. Desligar o telefone celular pelo menos um hora antes de ir deitar. Se não desligar, evite o contato com o aparelho. Estímulos luminosos inibem a ação da melatonina, reconhecido como o hormônio do sono.
  2. Evite treinar muito tarde. Além de endorfina, atividades físicas liberam adrenalina na corrente sanguínea, o que dificulta o adormecer.
  3. Evite alimentos pesados, de difícil absorção, nas refeições noturnas. Seu sistema digestivo terá muito trabalho na absorção durante a noite, o que prejudica o relaxamento ideal durante o sono.

Horas adequadas de sono garantem um corpo e mente mais descansados. Isso favorece todo o potencial de performance de seu treino. Contar com a orientação de um profissional de Educação Física é o mais recomendado para melhorar seu desempenho – inclusive do seu sono.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×