Dominique Cabral

Jornalista formada pela Universidade Federal de Santa Catarina e apresentadora do SCC Esporte do SCC SBT.


Dominique Cabral Compartilhar
Dominique Cabral

Rafael Matos vira com Barrientos, alcança a final do Rio Open e busca feito inédito

Atleta da ADK Tennis tenta ser o primeiro brasileiro campeão do torneio na modalidade

• Atualizado

Por

Rafael Matos. Foto: Fotojump/Divulgação
Rafael Matos. Foto: Fotojump/Divulgação

Rafael Matos, atleta da ADK Tennis, de Itajaí (SC), e o colombiano Nicolas Barrientos seguem virando jogos e, na noite desta sexta-feira, atingiram a decisão do Rio Open, o maior torneio da América do Sul, disputado no piso de saibro, com premiação acima dos US$ 2 milhões.

O atleta da equipe catarinense e o parceiro derrotaram a dupla dos italianos Simone Bolelli e Andrea Vavassori por 2 sets a 1 com parciais de 2/6 6/3 10/6 na quadra 1 do Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro.

Matos e Barrientos alcançam a primeira final juntos e o brasileiro tentará ser o primeiro atleta do país a vencer o título de duplas da competição que está em sua 10ª edição.

Nos três jogos no torneio a dupla do brasileiro saiu atrás e conseguiu viradas. Foi assim contra Marcelo Melo e Matwee MiddelKoop na estreia e contra os alemães Tim Puetz e Kevin Krawietz nas quartas.

“Começando abaixo, acabamos falando bastante desses começou atrás e acabou não sendo uma coisa positiva, temos que ver como vamos mudar no próximo jogo. Eles estavam jogando muito bem, muito mérito deles por essa nossa atuação. Só tentamos no manter e do nada quebramos e em dez minutos tava 6/3 com a torcida do nosso lado No super tie-break mantivemos a energia lá no alto , fomos melhor taticamente, jogando mais com bolas altas, alguns lobs, fizemos eles caírem . Fizemos eles saírem do jogo e por isso subimos”, disse Matos.

“(Pra final) Será que perdemos o primeiro set de novo? (risos). O positivo é que estamos com cabeça boa e temos confiança no nosso jogo e que uma hora vai virar, se não vira é porque os adversários têm méritos”.

“É diferente jogar aqui, torcida brasileira barulhenta, eu gosto, sou mais quieto e isso faz eu ir mais pra cima, e meus melhores jogos são quando estou assim”, apontou.

Foto: Fotojump/Divulgação

Sobre a projeção para a final onde tenta ser o primeiro brasileiro campeão do torneio, Matos disse: “Vou focar no jogo, intensidade, energia, taticamente, é jogar com a torcida que tem funcionado muito pra nós. Me apoio muito no trabalho chega no momento de tensão quando estou mais nervoso, sei que estou treinado pra isso, e é onde eu apoio nesses momentos”.

Os rivais da final saem do jogo entre os franceses Sadio Doumbia e Fabien Reboul e a dupla dos austríacos Alexander Erler e Lucas Miedler e os atuais campeões, os argentinos Andres Molteni e Máximo Gonzalez.

A equipe ADK Tennis/Itamirim Clube de Campo conta com o patrocínio da Taroii Group e Promenac Veículos, os co-patrocínios CORE – Clínica de Ortopedia e Reabilitação Esportiva / Marcelo Pfitzer – Fisioterapia / Fort Atacadista e parcerias da FMEL – Fundação Municipal de Esporte e Lazer Itajai, Confederação Brasileira de Tênis e Federação Catarinense de Tênis.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×