Segurança Compartilhar
Crime

Suspeito de matar militante do PT tem prisão preventiva decretada

Se condenado, a pena por homicídio doloso varia de 6 a 12 anos de prisão.

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Jorge Guaranho fez diversas postagem de apoio ao atual governo | Facebook| Reprodução
Jorge Guaranho fez diversas postagem de apoio ao atual governo | Facebook| Reprodução

Na manhã desta segunda-feira (11) foi decretada a prisão preventiva do suspeito de matar militante do PT (Partido dos Trabalhadores), Marcelo Arruda. O crime ocorreu na noite de sábado (09), em Foz do Iguaçu, no Paraná. O suspeito, Jorge Guaranhom está internado em estado grave, sedado e entubado, aguardando uma vaga na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Ele está sob escolta da Polícia Militar e, se condenado, a pena por homicídio doloso varia de 6 a 12 anos de prisão.

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira, o promotor Tiago Lisboa Mendonça, coordenador do Gaeco no Paraná, disse que irá acompanhar de perto as investigações sobre o assassinato do guarda municipal Marcelo Arruda, pelo agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho. 

Segundo o promotor, o caso continuará com a Polícia Civil do Paraná e a investigação esclarecerá se houve um crime de ódio ou há outra motivação. Os investigadores querem saber porque o agente, bolsonarista, foi até o local e se havia alguma sinalização externa ou música que indicava tratar-se de uma festa com tema do partido dos trabalhadores (PT).

Conforme as primeiras informações, Jorge Guaranho seria membro de uma associação que fica próxima ao local e costumava circular por lá. Uma reconstituição deverá ser e realizada e todas as testemunhas serão ouvidas. Sobre a hipótese de federalização da investigação, o promotor afirmou que ficou sabendo pela imprensa, mas que confia no trabalho da polícia paranaense.

Thiago Lisboa afirmou que um segundo inquérito foi instaurado para apurar as agressões sofridas pelo assassino, após ser chutado por três homens depois de baleado. Se ficar caracterizado o crime de ódio, a pena será agravada. As armas de Marcelo e Jorge foram apreendidas e pertencem às respectivas instituições. Marcelo Arruda será enterrado às 15h30 no cemitério Jardim São Paulo, em Foz do Iguaçu (PR). 


>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×