Segurança Compartilhar
A casa caiu

Duas pessoas são indiciadas por lavagem de dinheiro, em Concórdia

O crime de lavagem de dinheiro começou a ser investigado em 2022, em decorrência de outra investigação que corria naquele período

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Ilustrativa/Pixabay
Foto: Ilustrativa/Pixabay

Uma ação para investigar o crime de lavagem de dinheiro foi iniciada em 2022, em decorrência de outra investigação relacionada aos crimes de integrar organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Na ocasião, surgiram indícios de que um investigado estava dissimulando a origem de valores por ele recebidos em razão da venda de drogas.

Após a investigação, realizada em parceria com o Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (LABLD/PCSC), Outras duas pessoas, de 30 e 32 anos, foram indiciados pela prática do crime previsto no artigo 1º, § 1º, inciso I, da Lei nº 9.613/98.

Este foi o terceiro Inquérito Policia concluído pela DIC/Fron de Concórdia, com o auxílio do LABLD/PCSC, nos últimos 12 meses, visando combater o crime de lavagem de dinheiro. Nas três investigações, o crime antecedente praticado pelo investigado foi tráfico de drogas, sendo que, somando os valores e bens apreendidos resultam em valores superiores a R$ 500 mil.

A operação foi realizada pela Polícia Civil de Concórdia, através da DIC/Fron, que concluiu a investigação e encaminhou o inquérito policial ao Poder Judiciário, indiciando dois indivíduos pelo crime de lavagem de dinheiro.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×