Segurança Compartilhar
De volta ao Brasil

Advogado suspeito de ataque à sede do Porta dos Fundos é extraditado

Em setembro de 2020, Eduardo Fauzi foi preso em Moscou pela Interpol

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Eduardo Fauzi tem doze passagens pela polícia | Reprodução SBT
Eduardo Fauzi tem doze passagens pela polícia | Reprodução SBT

Eduardo Fauzi, empresário suspeito de ter atacado a sede da produtora Porta dos Fundos em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, chegou ao Brasil na quinta-feira (3), após ser extraditado da Rússia, onde foi preso em setembro de 2020 pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), em Moscou.

O suspeito chegou ao Brasil pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e foi encaminhado para o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A extradição de Fauzi foi escoltada por agentes federais.

Fauzi ficará preso no Presídio José Frederico Marques, localizado em Benfica, na Zona Norte. Em nota, a defesa do empresário, promovida pelos advogados Diego Rossi e Bruno Ribeiro, diz que:

“É aguardada a deliberação do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre eventual denúncia a ser formulada, assim como a reavaliação da prisão preventiva pela justiça estadual”, afirma.

Os advogados de Eduardo Fauzi entendem que a prisão cautelar – com a conclusão do processo de extradição – perde todos os fundamentos. Eles reafirmam, inclusive, o desejo do Eduardo em colaborar com a justiça entregando documentos como o passaporte.

Na época do ocorrido, agentes analisaram gravações de mais de 50 câmeras de segurança para identificar o suspeito. Fauzi tem doze passagens pela polícia e é investigado por ameaça, lesão corporal e formação de quadrilha.

>>> SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×