Viagem e Turismo Compartilhar
Reclamações aumentaram

Agência de viagens Hurb é alvo de ação coletiva com pedido de bloqueio de bens

Nos últimos dias, a empresa se envolveu em polêmica com a exposição de dados de clientes, e o CEO João Ricardo Mendes renunciou ao cargo no dia último dia 24

• Atualizado

Estadão Conteúdo

Por Estadão Conteúdo

Foto: Cristiano Andajur | Prefeitura de Florianópolis | Divulgação
Foto: Cristiano Andajur | Prefeitura de Florianópolis | Divulgação

Diante do aumento de reclamações de consumidores em relação aos serviços da agência de viagens Hurb, nesta segunda-feira (1º/5), foi feita petição inicial de ação coletiva movida pelo Instituto Brasileiro de Cidadania (Ibraci) , à 3ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. O processo pede tutela de urgência para o bloqueio judicial nas contas da empresa para o pagamento de indenizações, além de compensação por danos morais individuais, em valor a ser fixado pelo Juízo.

Os interessados poderão se habilitar na ação após a publicação em Diário Oficial de edital de chamamento, como informa na petição o advogado especializado em direito do consumidor Gabriel de Britto Silva, diretor jurídico do Ibraci.

Na última sexta-feira (28), a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, havia dado um prazo de 48 horas para que a Hurb apresentasse esclarecimentos sobre suas condições econômicas e financeiras para cumprimento dos contratos de pacotes de viagens fechados – o despacho foi publicado no Diário Oficial da União na mesma data.

A notificação ainda prevê o pagamento de multa diária de R$ 50 mil por descumprimento do prazo estabelecido para a prestação das informações à Senacon.

Segundo dados da plataforma consumidor.gov, foram mais de 7 mil reclamações nos primeiros três meses deste ano, e outras 12 mil em 2022. Além disso, o índice de solução das demandas no site caiu de 64% (2022) para 45% (2023).

Nos últimos dias, a empresa se envolveu em polêmica com a exposição de dados de clientes, e o CEO João Ricardo Mendes renunciou ao cargo no dia último dia 24. Mendes, fundador da empresa, xingou e expôs dados pessoais de cliente que reclamava do serviço da empresa, além de ter divulgado um vídeo em que ironiza as reclamações contra a empresa.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×