Rádio Clube Compartilhar
Nãi vai pra frente

Vereadores arquivam projetos que aumentam os subsídios de políticos em Lages

Projeto de Lei previa o aumento salarial dos políticos para 2025

• Atualizado

Rádio Clube FM

Por Rádio Clube FM

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após repercussão na Rádio Clube de Lages, foram arquivados na reunião da CCJ (Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final), os projetos 065 e 066 que alteravam os subsídios do Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores. Projeto de Lei previa o aumento salarial dos políticos para 2025.

Em declaração para a reportagem da Clube na tarde desta segunda-feira (1º), Agnelo Miranda, Vereador e Presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara de Vereadores de Lages confirmou o arquivamento.

“Acabamos de arquivar na CCJ, os dois projetos de lei que tratavam do subsídio do prefeito, do vice-prefeito secretários e também dos vereadores. Entendemos que os dois projetos feriam a Constituição Federal, principalmente no artigo 37, pelo princípio da razoabilidade e da moralidade, pelos percentuais excessivos nos quais foram colocados, e aí a comissão por unanimidade entendeu por bem arquivar os dois projetos de lei”, finaliza Agnelo.

Entenda quais eram os projetos

Aumento para vereadores:

  • O Projeto de Lei 00/66/2024 prevê aumento de 46,92% no salário dos vereadores a partir de 2025, passando de R$ 10.500 para R$ 16.500.
  • Além disso, o projeto também prevê que a cada mês de dezembro, os vereadores receberão o dobro, como se fosse um 13º salário, totalizando R$ 33 mil ao final de cada ano.
  • A iniciativa é assinada pelos membros da mesa diretora da Câmara: Aldori Freitas (MDB), Robertinho Roque (União), Gerson dos Santos (PSD) e José Osni (Podemos).
  • Há rumores de projetos que visam aumentar o número de vereadores na próxima legislatura.

Aumento para prefeito, vice e secretários:

  • Outro projeto em tramitação prevê reajuste para o prefeito, vice-prefeito e secretários.
  • O salário do prefeito passaria de R$ 26,7 mil para R$ 36 mil, e o do vice para R$ 18 mil.
  • Os secretários receberiam R$ 13 mil mensais.
  • O presidente da Câmara, Aldori Freitas (MDB), é apontado como principal articulador dos projetos.
  • A reportagem da Rádio Clube de Lages tentou contato com o vereador, mas não obteve retorno até o momento, já que eles está em viagem à Capital do estado.


Um dos pontos que mais gerou debate foi a proposta de reajustar o salário do prefeito de Lages para R$ 36 mil. Se aprovado, o valor seria superior ao salário do governador de Santa Catarina, que atualmente recebe R$ 25 mil.

Os projetos geraram críticas por parte dos moradores, que consideram os aumentos excessivos e desnecessários. Também é argumentado que os valores propostos estão acima da realidade da maioria dos lageanos e que a Câmara deveria priorizar investimentos em áreas como saúde, educação e infraestrutura.

>>> Para mais notícias, siga a Clube no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.