Política Compartilhar
É hoje!

Saiba quem são os vereadores que votarão a abertura do impeachment contra o prefeito de Lages

Este é o segundo pedido do ano

• Atualizado

Carolina Sott

Por Carolina Sott

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Os vereadores de Lages devem votar a abertura do processo de impeachment contra o prefeito de Lages, Antonio Ceron, durante a sessão legislativa na Câmara de Vereadores desta segunda-feira (21). Este é o segundo pedido no ano, formulado no relatório final da CPI que investigou supostas irregularidades na Semasa, após desdobramentos da Operação Mensageiro.

De acordo com uma determinação legal, o diretor legislativo da Câmara, Edson Medeiros, explicou à reportagem que os vereadores que foram membros da CPI estão impedidos de votar na abertura do processo. Assim, suplentes foram convocados para participarem da votação. Veja os nomes:

  • No lugar de Suzana Duarte – vota Alvin Neves Machado
  • No lugar de Jair Júnior – vota Nixon de Oliveira 
  • No lugar de Heron Souza – vota Pedro Figueiredo 
  • No lugar de Ênio do Vime – vota Ademir Fabrício 
  • No lugar de Katsumi Yamaguchi –  vota José Ademar

Conforme Edson, os suplentes serão empossados exclusivamente para esta matéria, que define o recebimento ou não da denúncia de impeachment. Caso a totalidade dos 16 vereadores esteja presente, será necessário um mínimo de nove votos favoráveis para que o processo de impeachment seja instaurado.

Caso a abertura ocorra, está previsto um sorteio para compor uma comissão formada pelos vereadores sem restrições. Nesse processo, os parlamentares que participaram da CPI ficarão novamente excluídos da possibilidade de serem sorteados. Após isso, essa comissão terá 90 dias para concluir os trabalhos sobre a perda ou não do mandato de Antonio Ceron.

Após a finalização das atividades da comissão, o assunto será levado de volta ao plenário para a etapa de votação e decisão. Nesse momento, será necessário alcançar um mínimo de 12 votos, correspondente à maioria absoluta dos membros da Câmara de Vereadores de Lages.

Ao Portal SCC10, a defesa de Antonio Ceron informou que o prefeito retornou ao cargo por decisão unânime no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). Segundo ela, “o novo pedido de impeachment apenas revela o afobamento e despreparo da oposição. Confiamos na Câmara, que saberá decidir com sabedoria e bom senso”.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×