Política Compartilhar
Investigação

Carlos Bolsonaro é alvo de operação da PF que investiga espionagem ilegal

A Polícia Federal realizou busca e apreensão na residência e no gabinete do vereador na Câmara Municipal

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Renan Olaz/CMRJ
Foto: Renan Olaz/CMRJ

Na manhã desta segunda-feira (29), a Polícia Federal realizou uma operação para investigar a espionagem ilegal pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Um dos alvos da ação é o filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos – RJ).

Segundo informações do SBT News, a polícia realizou busca e apreensão na residência e no gabinete do vereador na Câmara Municipal. Além dele, seus assessores também foram alvo da operação.

A ação investiga a criação e a atuação de uma “Abin paralela” na gestão do então diretor da agência e hoje deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ). Ele foi alvo de buscas na Vigilância Aproximada, que afastou sete policiais federais de suas funções.

Ainda conforme o SBT News, no governo Bolsonaro a “Abin paralela” utilizou instrumentos como o software FirstMile como forma de rastrear e monitorar autoridades e adversários políticos de Jair Bolsonaro.

De acordo com a investigação, figuras públicas como os ministros Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia e o ministro da Educação e ex-governador do Ceará, Camilo Santana, foram espionados de forma ilegal.

Com informações de SBT News

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×