Política Compartilhar
Atos

Bolsonaro terá que prestar contas à OAB sobre gastos públicos no 7 de setembro

Algumas das informações solicitadas são a quantidade de eventos virtuais e presenciais realizados com apoio ou subsidiado pelo governo.

Por

• Atualizado

O presidente não discursou nem falou com a imprensa. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O presidente não discursou nem falou com a imprensa. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) enviou, na última quinta-feira (9), requerimento de informações destinado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O documento pede dados sobre os gastos públicos com atos presenciais e virtuais em comemoração ao dia 7 de Setembro.

Algumas das informações solicitadas são a quantidade de eventos virtuais e presenciais realizados com apoio ou subsidiado pelo governo e a quantia gasta de verba pública em cada um dos atos. Jair Bolsonaro foi um dos maiores apoiadores das manifestações de 7 de Setembro. 

Assinado pelo presidente da Ordem, Felipe Santa Cruz, o documento tem como base a Lei Geral de Acesso a Informações Públicas (Lei no 12.527/2011). De acordo com a OAB, requerimentos semelhantes, porém com questionamentos mais específicos, serão encaminhados a outras autoridades públicas que possam estar relacionadas à utilização de recursos públicos nos atos. 


>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

publicidade
publicidade

Veja mais