×
×

Escolha sua região:

Quarta-feira, 26 de janeiro de 2022. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Política
MENU
BUSCAR
Política
publicidade
block/article/header
Política Compartilhar

Dia do Evangélico

AO VIVO: veja a filiação de Jair Bolsonaro ao PL

Ida do chefe do Executivo promete levar consigo outros nomes apoiadores do presidente à sigla

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
AO VIVO: veja a filiação de Jair Bolsonaro ao PL
Foto: Alan Santos | PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está se filiando ao PL nesta terça-feira (30), em uma cerimônia em Brasília, no Complexo Brasil 21. O partido é o terceiro com mais representantes na Câmara – e o primeiro entre siglas do Centrão, com 43 deputados – atrás apenas do PT, com 54, e o PSL, com 53. Mas a ida do chefe do Executivo promete levar consigo outros nomes apoiadores do presidente à sigla, como o clã Bolsonaro, parlamentares aliados e ministros. 

Acompanhe:

A cerimônia que confirmará Bolsonaro no PL ocorrerá justamente no Dia do Evangélico, celebrado em Brasília. Por isso, segundo aliados do governo, o objetivo é que a solenidade tenha um viés religioso e que Bolsonaro discurse ao lado de lideranças religiosas. Esse é um dos principais grupos de apoio ao presidente, decisivo para sua eleição em 2018. 

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

A filiação, que seria no último dia 22 para fazer um contraponto com o número da legenda nas urnas, foi adiada após impasse nas negociações do presidente Valdemar Costa Neto com outros partidos, que lançariam adversários de Bolsonaro nos estados. O presidente da República tenta a reeleição ao Palácio do Planalto, enquanto Costa Neto mira em ampliar reforço nas bancadas para 2023. 

Com a confirmação da ida de Bolsonaro à sigla, os filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e senador Flavio Bolsonaro (Patriota-RJ), devem migrar para a legenda, além dos parlamentares bolsonaristas que esperam a janela partidária para migrar ao PL, como os deputados do PSL: Hélio Negão (RJ), Major Vitor Hugo (GO), Bia Kicis (DF) e Carla Zambelli (SP). Há, ainda, ao menos outros 20 congressistas que desejam dividir o palanque com o presidente. 

Já os ministros de Bolsonaro se dividirão entre o PL, o PP e o Republicanos – principais siglas do Centrão que compõem a base aliada do governo no Congresso Nacional. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, vai assinar sua ida ao mesmo partido do presidente, assim como o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni. Já a ministra de Agricultura,Tereza Cristina, e das Comunicações, Fábio Faria, devem se filiar ao PP. 

block/article/tags
query/article/query-columnist
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news