Sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Segurança compartilhar compartilhar

Vídeo mostra o momento em que suspeito de atuação no assalto a banco em Criciúma é preso

Nove pessoas foram presas até o momento.


De Rafaella Moraes
Data de Publicação: 03/12/2020 17:35
e atualizado em: 15/12/2020 16:59
Foto: PM / Divulgação.

Até o momento, nove suspeitos de atuação no assalto a banco em Criciúma, considerado o maior assalto do Estado, foram presos. Conforme anúncio durante coletiva de imprensa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Rio Grande do Sul, oito homens foram encontrados em cidades gaúchas e uma mulher foi detida em São Paulo.

Em um vídeo publicado no Instagram pelo Subcomandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais de Santa Catarina (Bope/SC), Lucius Carvalho, é possível ver o momento exato da prisão em Morrinhos do Sul, no Rio Grande do Sul, de um dos suspeitos de atuação no assalto. Confira:

A ação foi uma integração entre Polícia Militar de Santa Catarina e Brigada Militar do Rio Grande do Sul. O suspeito estava, na madrugada desta quinta-feira (3), em uma casa que teria sido usada pelos assaltantes durante o planejamento do assalto e esconderijo dos objetos. Conforme informações divulgadas na coletiva, ele seria natural de São Paulo. O homem foi conduzido até a DEIC de Porto Alegre para prisão em flagrante. O IGP está fazendo uma varredura em todas as coletas.

Prisões realizadas:

  • 2 homens em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, na tarde de quarta-feira (2).
  • 3 homens na divisa de Torres, Rio Grande do Sul, e Passo de Torre (SC), na tarde de quarta-feira (2).
  • 1 mulher que estava em uma casa em São Paulo (SP), na tarde de quarta-feira (2).
  • 2 homens em Gramado, na Serra do RS, na manhã de quinta-feira (3).
  • 1 homem (do vídeo), que estava na casa na cidade de Três Cachoeiras (RS), na madrugada de quinta (3).

Confira um trecho da coletiva:

Na coletiva estavam presentes, além da Polícia Rodoviária Federal, a Brigada Militar, Polícia Civil e Instituto-Geral de Perícias. A coletiva aconteceu nesta quinta-feira (3), às 11h, no segundo andar da sede da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul.

Galpão usado pelos assaltantes:

De acordo com informações do Batalhão de Operações Policiais Especiais de Santa Catarina (BOPE), um galpão usado pelos assaltantes foi encontrado na quarta-feira (2), em Içara, aproximadamente 10 km de distância da cidade onde ocorreu o crime.

O local havia sido alugado pelo proprietário para desconhecidos. De acordo com as investigações, o galpão serviu para que os criminosos pintassem os veículos usados no assalto de preto. “No chão tinha marca da tinta desenhando a silhueta dos carros”, conta o comandante do Bope-SC, tenente-coronel José Ivan Schelavin.

Uma placa de “aluga-se” ainda estava na frente do galpão. Foto: Marco Burigo.

O assalto:

Por volta das 23h50 do dia 30 de novembro, em Criciúma, no sul do Estado, criminosos fortemente armados assaltaram um banco da cidade e efetuaram diversos disparos na área central e no 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A ação criminosa resultou em duas pessoas feridas, sendo um deles o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, que passou por uma cirurgia e está hospitalizado.

De acordo com o Governo do Estado, até o momento, foram presas quatro pessoas que fizeram o recolhimento de parte das cédulas de papel que estavam jogadas no chão em razão da explosão. Com eles, foram localizados cerca R$ 810 mil. Conforme a Polícia Militar, 10 veículos utilizados na ação foram encontrados na localidade de Picadão, no município de Nova Veneza, na manhã de terça (1). Também foi apreendido material explosivo estimado em 230 quilos, do tipo Melaton.

Continua depois da publicidade

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desse site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Se inscrever
Notificação de
guest
1 Comentário
O mais novo
Mais velho Mais votado
Resposta em linha
Ver todos os comentários

[…] Com mais essas duas prisões, chega a 11 o número de pessoas detidas por envolvimento ao crime que aterrorizou a cidade do Sul do Estado. Os outros suspeitos foram presos no RS e São Paulo. […]

Botão Topo Botão Topo
fale conosco
siga-nos
© Copyright 2020 SCC - Sistema Catarinense de Comunicações.