Economia Compartilhar
Empresas

Recorde: inadimplência atinge mais de 6 milhões de empresas no Brasil

Dados fazem parte do Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Foto: Banco de Imagem | Reprodução
Foto: Banco de Imagem | Reprodução

Em fevereiro deste ano, 6,5 milhões de negócios foram parar na lista de negativação. É o maior índice de toda a série histórica, iniciada em janeiro de 2016. Os dados fazem parte do Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian, divulgado nesta terça-feira (04).

Em números totais, o montante de dívidas chegou ao valor de R$ 112,9 bilhões. Em média, cada empresa com o nome no vermelho tem 7 dívidas vencidas. Veja no gráfico abaixo a movimentação dos dados gerais:

 

Origem das dívidas

A pesquisa aponta ainda junto a quais setores da economia as empresas mais contraíram dívidas não pagas. Entre os grupos que podem ser especificados, o setor de Serviços puxou a fila com 28,1% das motivações para a inadimplência. Em segundo lugar vem os Bancos e Cartões, donos de 18,8%. Na terceira posição está o setor de Telefonia, com 8,5%. Confira abaixo o gráfico completo da inadimplência por setores que originaram dívidas. 

Setores mais atingidos

A maior parte das empresas que estão na lista de inadimplência é do setor de Serviços: 53,8% do total. Depois estão o Comércio, com 37,3%; na sequência a Indústria, com 7,7%; o setor Primário, com 0,8% e Outros – que contempla a área financeira e de terceiro setor – com 0,4%. 

A situação decorre da dificuldade das pessoas físicas em honrarem seus compromissos. A análise é do economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. 

“A curva crescente na inadimplência dos consumidores acaba impactando também as empresas. Mesmo que existam oscilações positivas e alguns empreendedores consigam quitar suas dívidas, como aconteceu em janeiro, a melhoria contínua da inadimplência dos empreendimentos depende muito do cenário de negativação entre os consumidores. Enquanto esse [cenário] não diminuir de fato, as empresas terão o desafio de manter um quadro de melhora significativo” – Luiz Rabi 

São Paulo concentra a maioria das empresas inadimplentes. São mais de 2 milhões de empresas negativadas. Depois vem Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul. Veja os dados completos no gráfico a seguir. 

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×