Economia Compartilhar
Saque

Banco Central libera resgate do dinheiro esquecido em bancos; saiba como solicitar

Ao todo, R$ 6 bilhões devem ser devolvidos para 38 milhões de CPFs e 2 milhões para CNPJs

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Foto: Marcelo Casal Jr., Agência Brasil
Foto: Marcelo Casal Jr., Agência Brasil

O Banco Central (BC) libera, a partir das 10h desta terça-feira (7), o resgate do programa Valores a Receber, que mostra se há algum dinheiro esquecido em agências bancárias. Os pedidos de transferência poderão ser feitos no site da agência bancária, o qual também continua disponibilizando as consultas iniciais.

Ao todo, R$ 6 bilhões devem ser devolvidos para 38 milhões de CPFs e 2 milhões para CNPJs. Os valores são decorrentes de contas-correntes ou poupança; cotas de capital e rateio de sobras líquidas de ex-participantes de cooperativas de crédito; recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados; tarifas cobradas indevidamente; e parcelas ou despesas de operações de crédito cobradas.

Veja como solicitar o resgate:

  • Após fazer a consulta e verificar que há valores a receber, clique no botão ‘Acessar o SVR’;
  • Faça o login com a conta Conta gov.br, que precisa ser nível prata ou ouro;
  • Confira o valor a ser resgatado e informe a chave PIX para a transferência, que acontecerá em até 12 dias úteis;
  • Caso não tenha PIX, selecione a opção “solicitar via instituição”. Neste caso, será preciso entrar em contato pelo telefone ou e-mail informado para combinar o saque.

Não caia em golpes

Em meio à retomada das consultas do dinheiro esquecido, que estavam suspensas desde abril do ano passado, o Banco Central alerta para tentativas de golpes. Segundo a agência, os consumidores devem ignorar mensagens recebidas pelo WhatsApp e, principalmente, evitar clicar em links enviados por números desconhecidos.

“Sabemos da criatividade das pessoas quando o assunto é aplicar golpe, ganhar dinheiro fácil. Com o Valores a Receber, essa criatividade vem sendo multiplicada desde o seu lançamento, no início do ano passado”, alerta Marcelo de Mendonça Virgílio, do Departamento de Atendimento ao Cidadão (Deati) do BC.

Confira outros cuidados:

  • Todos os serviços do Valores a Receber são totalmente gratuitos;
  • Nunca forneça senhas. Ninguém está autorizado a fazer tal solicitação;
  • O Banco Central não envia links nem entra em contato para tratar sobre valores a receber ou para confirmar dados pessoais;
  • Somente a instituição que aparece no Sistema de Valores a Receber é que pode contatar o cidadão.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×