Cotidiano Compartilhar
Tragédia

Número de mortos no Rio Grande do Sul chega a 154

No total, são 461 municípios afetados, 78.165 mil pessoas em abrigos e 540.188 mil desalojados

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Força Aérea Brasileira / Perfil Brasil
Foto: Força Aérea Brasileira / Perfil Brasil

O número de mortos no Rio Grande do Sul chega a 154, conforme o Boletim do Governo do Estado, divulgado nesta sexta-feira (17). A chuva afetou mais de 2.304.422 pessoas.

O número de feridos é de 806 e desaparecidos 94, devido às fortes chuvas que atingem as cidades gaúchas desde semana passada.

Pelo menos 461 municípios afetados, 78.165 mil pessoas em abrigos e 540.188 mil desalojados. Confira abaixo o último relatório sobre as ações de resgate nas localidades atingidas.

Segundo o Governo, os dados são divulgados diariamente às 9h, 12h, 18h.

Boletim desta sexta-feira (17/5)

  • Número de mortos no Rio Grande do Sul: 154
  • Municípios afetados: 461
  • Pessoas em abrigos: 78.165
  • Desalojados: 540.188
  • Afetados: 2.304.422
  • Feridos: 806
  • Desaparecidos: 94
  • Óbitos em investigação: 0
  • Pessoas resgatadas: 82.666
  • Animais resgatados: 12.108

Alertas

Para aumentar o nível de prevenção, as pessoas podem se cadastrar para receberem os alertas meteorológicos da Defesa Civil estadual. Para isso, é necessário enviar o CEP da localidade por SMS para o número 40199. Em seguida, uma confirmação é enviada, tornando o número disponível para receber as informações sempre que elas forem divulgadas.

Também é possível se cadastrar via aplicativo Whatsapp. Para ter acesso ao serviço, é necessário se registrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou clicando aqui. Em seguida, é preciso interagir com o robô de atendimento enviando um simples “Oi”. Após a primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra do seu interesse para, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pela Defesa Civil estadual.

Enchentes afetam mais de 80% da atividade econômica no RS, aponta estudo

O estado de calamidade pública que atingiu o Rio Grande do Sul, além das irrecuperáveis perdas humanas, trouxe também impacto econômico. Com mais de 67% dos municípios do Estado afetados, a indústria gaúcha ainda calcula os prejuízos em sua produção, bem como as consequências para as exportações.

“As perdas econômicas são inestimáveis no momento. Uma infinidade de empresas teve suas dependências completamente comprometidas. Além dos danos gigantescos de capital, os problemas logísticos devem afetar de forma significativa todas as cadeias econômicas do Estado”, afirma o presidente em exercício da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Arildo Bennech Oliveira.

Um estudo preliminar realizado pela Unidade de Estudos Econômicos (UEE) da FIERGS aponta que os 336 municípios atingidos pelas chuvas, conforme o Decreto estadual nº 57.603, de 5 de maio, correspondem a mais de 80% da atividade econômica do Estado.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Fale Conosco
Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.