Cotidiano Compartilhar
empréstimo

Empréstimo consignado ao Auxílio Brasil pode ser perigoso; entenda

De acordo com Ana Oliveira, educadora financeira, nesta modalidade os bancos estão praticando taxas entre 3,5% e 6%

• Atualizado

Redação

Por Redação

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

O Auxílio Brasil é destinado a famílias em situação de extrema pobreza que possuem renda de até R$105 por pessoa ou renda familiar mensal de até R$210. O benefício começou a ser pago na terça-feira (09), e o valor médio fica em torno de R$607. Como novidade, surge o empréstimo consignado de até 40% do valor total, que pode ser uma opção positiva ou negativa para o beneficiário.

De acordo com Ana Oliveira, educadora financeira, nesta modalidade os bancos estão praticando taxas entre 3,5% e 6%, o que depende da instituição financeira. Diferentemente de um servidor público ou aposentado, quem recebe o auxílio pode ser temporário, devido a isso, o juros é maior em relação as demais linhas de crédito.

Dependendo do caso, o empréstimo através do Auxílio Brasil pode ser uma opção mais barata para o beneficiário. “Se você tiver uma dívida mais cara, você troca a dívida cara, por uma mais barata”, informa a educadora financeira. O pagamento do calendário se estende até 22 de agosto.

Assista à reportagem – Empréstimo Consignado:

Leia também:

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×