Coronavírus
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Coronavírus Compartilhar
Retomada

Joinville define calendário e regras para retorno das aulas presenciais

O retorno das aulas só irá ocorrer quando a classificação de risco de contaminação passar de Grave para Alto

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Joinville define calendário e regras para retorno das aulas presenciais
Foto: Freepik

A Secretaria de Educação de Joinville definiu como serão os retornos dos alunos para as aulas presenciais, a partir do dia 20 de outubro nas escolas e Centros de Educação Infantil da rede pública municipal e unidades credenciadas com o município. O mesmo modelo também poderá ser usado pela rede privada.
O retorno abrange 30% dos estudantes de cada sala, num sistema de rodízio de retorno semanal.

Com a nova medida, 30% dos alunos do 9º, 5º, 2º período da Educação Infantil e Educação de Jovens e Adultos (EJA) retornam na primeira semana de liberação da volta presencial.

Na segunda semana, a contar do dia 27 de outubro, voltam 30% dos alunos do 1º período da Educação Infantil, do ao 8º anos do Ensino Fundamental. A partir do dia 3 de novembro são liberadas 30% das crianças do Berçário 1 e 2 e do Maternal 1 e 2.

O retorno das aulas, segundo o governo do Estado, só vai ocorrer quando Joinville reduzir a classificação de risco de contaminação pelo coronavírus de Grave para Alto .

As aulas terão duas horas de duração em cada turno. Os professores que trabalham presencialmente vão complementar a carga horária também com o atendimento remoto.

A secretária da Educação, Sônia Fachini, disse que os pais não são obrigados a levar os filhos para a escola devido ao retorno presencial. A Secretaria de Educação está encaminhando para as famílias um termo de compromisso, no qual autorizam a oferta do sistema híbrido, com aulas presenciais e remotas, conforme as adequações do retorno.

Quem optar por não retornar presencialmente, deverá continuar realizando as atividades no modelo remoto. O protocolo com as regras sanitárias foi elaborado pela Secretaria de Educação, juntamente com os técnicos da Secretaria da Saúde, e será avaliado pelo comitê formado por representantes da rede municipal de ensino (publico e privado) e de outras entidades. O documento será usado como referência para o retorno das atividades da rede privada.

As 87 escolas e os 71 Centros de Educação Infantil da rede pública municipal já está preparada para receber os alunos, com as marcações e orientações sanitárias disponíveis ao atendimento.
A Secretaria da Educação montou uma cartilha que será entregue aos pais para orientar os filhos sobre como será os procedimentos. Também foi produzido um vídeo explicativo sobre as principais informações de prevenção ao coronavírus.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais