Roberto Azevedo

O jornalista Roberto Azevedo tem 39 anos de profissão, 17 deles dedicados ao colunismo político. Na carreira, dirigiu equipes em redações de jornal, TV, rádio e internet nos principais veículos de Santa Catarina.


Política Compartilhar
Administração pública

Jorginho indica João Paulo Kleinübing para o BRDE

Ex-prefeito de Blumenau e deputado está filiado ao União Brasil

• Atualizado

Por

Kleinübing substituirá a indicação atual do governo de Santa Catarina no BRDE, o ex-governador Eduardo Pinho Moreira, do MDB | Foto: divulgação
Kleinübing substituirá a indicação atual do governo de Santa Catarina no BRDE, o ex-governador Eduardo Pinho Moreira, do MDB | Foto: divulgação

Ex-prefeito de Blumenau por duas vezes, ex-deputado estadual e federal, o administrador João Paulo Kleinübing, do União Brasil, foi indicado pelo governador Jorginho Mello (PL) para ser diretor do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo-Sul (BRDE).

A informação foi passada pelo governador na manhã desta terça (28) quando já estava em Brasília, onde cumpre agenda oficial nos ministérios da Educação e Portos e Aeroportos, além de uma provável ida ao Banco do Brasil tratar de questões relacionadas ao crédito agrícola em função dos severos estragos climáticos em algumas regiões do Estado.

Kleinübing, ainda quando estava no DEM, foi candidato a vice-governador na chapa de Gelson Merisio (então no PSD), em 2018.

Também integrou o conselho de administração das Centrais Elétricas de Santa Catarina  (Celesc, entre 2001 e 2002 e 2013 e 2014), presidiu a Eletrosul Centrais Elétricas S.A. e a Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina S.A. (BADESC).

A indicação pelo governador ocorre dias após Jorginho se reunir com a bancada estadual do União Brasil e do presidente estadual da sigla, o ex-prefeito da Capital Gean Loureiro, afirmar que não estava no radar do partido participar doa atual administração com cargos, mas que não faria oposição na Assembleia.

Kleinübing substituirá a indicação atual do governo de Santa Catarina no BRDE, o ex-governador Eduardo Pinho Moreira, do MDB, o que sugere repercussões entre os integrantes da segunda maior bancada no Legislativo Estadual.

Para ser diretor do BRDE, o indicado passa pela avaliação do Banco Central e não pode manter a filiação partidária.

Como funciona a participação de SC no banco regional

O Estado tem direito de indicar dois diretores no BRDE, que atualmente são Marcelo Haedchen Dutra (Acompanhamento e Recuperação de Créditos) e Eduardo Pinho Moreira (Financeiro).

Mas a lista não para por aí, Santa Catarina ainda tem direito as seis assessores, duas secretarias, um coordenador no Codesul (Conselho de Densevolvimento do Sul – SC, PR, RS e MS) e uma secretária.

Por conta do adiamento da indicação, Santa Catarina não indicará o presidente do BRDE a partir de amanhã e o Paraná assumirá interinamente o cargo.

Quando um Estado assume o comando da instituição, abrem mais duas vagas: assessor de comunicação geral e um chefe de gabinete da diretoria.

Confira comentário político:

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×