×
×

Escolha sua região:

Terça-feira, 30 de novembro de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Segurança
MENU
BUSCAR
Segurança
publicidade
block/article/header
Segurança Compartilhar

Estados Unidos

Tiro em set de gravação: assistente disse a Alec Baldwin que arma era segura

Todas as armas e munições encontradas no set foram apreendidas

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Tiro em set de gravação: assistente disse a Alec Baldwin que arma era segura
Foto: Reprodução/SBT News/Divulgação

O porta-voz da polícia do Novo México, Juan Rios, informou neste sábado (23) que todas as armas e munições encontradas no set foram apreendidas e que as circunstâncias do tiroteio estão sendo investigadas a fundo.

“Estamos tentando determinar, agora, como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo”, disse ele, acrescentando que as autoridades não haviam entrado com nenhuma acusação contra ninguém da equipe de produção.

Parte do inquérito divulgado pela imprensa americana revela que a arma foi entregue ao ator Alec Baldwin pelo assistente de direção David Halls que disse a ele que a arma era segura. Ele recebeu o revólver da responsável pelo controle dos armamentos nas filmagens, Hannah Gutierrez Reed, e não sabia que a arma tinha munição de verdade.

A segurança com armas e com protocolos da Covid-19 fizeram baixas no set do filme Rust. Segundo mensagem compartilhada pela brasileira Amanda Petrone e divulgada pela imprensa americana, parte da equipe de filmagem do filme pediu demissão antes do tiro acidental de Alec Baldwin no set de gravação.

Ator Alec Baldwin dispara arma cenográfica e mata diretora de fotografia em set

Alec Baldwin chora ao sair da delegacia após depor sobre morte com arma cenográfica

“Não há palavras para expressar meu choque e tristeza”, diz Alec Baldwin

Segundo o jornal Los Angeles Times, dois dias antes do tiro acidental que matou a diretora Halyn Hutchins no set, Lane Luper, assistente de câmera filiado ao sindicato Aliança Internacional de Funcionários de Palcos Teatrais (IATSE, na sigla em inglês), descreveu condições de filmagem precárias em uma série de comentários no Facebook. “Neste momento, estou lutando para que minha equipe, neste filme, tenha quartos de hotel disponíveis para quando demorarmos ou estivermos cansados demais para dirigir por uma hora de volta desde o local das filmagens até Albuquerque. Ou eles dizem ?não? ou nos oferecem um motel lixo de beira de estrada, usado como abrigo para mendigos”, escreveu.

Segundo a agência de notícias EFE, Luper publicou os comentários em resposta a um vídeo no qual Baldwin incentivou o sindicato a convocar uma greve enquanto negociava um acordo com chefes de estúdios de Hollywood.”Estou literalmente na produção do Novo México, com ele e os produtores, e estão tratando a equipe local como merda de cachorro”, afirmou, antes de acrescentar que eles “sequer” pagaram o que estava combinado.

Ontem, a produtora do filme divulgou nota afirmando que não ter sido informada oficialmente de nenhuma reclamação sobre segurança de armas e que continuará cooperando com as investigações e oferecendo assistência à equipe e elenco de “Rust”.


>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

query/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news