Segurança
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Segurança Compartilhar
237 mortes

Mortes violentas de LGBTI+ crescem 33,3% em um ano

Idade das vítimas variou de 13 a 67 anos, sendo a maioria entre jovens de 20 e 29 anos

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Mortes violentas de LGBTI+ crescem 33,3% em um ano
Foto: Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

Em 2021, o Brasil registrou ao menos 316 mortes violentas de pessoas LGBTI+, número 33,3% maior em relação ao ano de 2020, quando foram notificados 237 óbitos. Os dados constam em um dossiê produzido entre a Acontece Arte e Política LGBTI+, a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) e a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT).

Segundo os dados, entre os crimes ocorridos no ano passado, 262 foram homicídios (o que corresponde a 82,91% dos casos), 26 suicídios (8,23%), 23 latrocínios (7,28%) e 5 mortes por outras causas (1,58%). A idade das vítimas variou de 13 a 67 anos em 2021, sendo que a maioria das mortes ocorreu com jovens entre 20 e 29 anos (96 casos, o que representa 30,38% do total).

Os dois grupos que sofreram mais violência foram os homens gays (45,89%), com um total de 145 mortes; e as travestis e mulheres trans (44,62%), com 141 mortes, representando 90,5% do total de casos. As mulheres lésbicas, por sua vez, contabilizaram 3,80% das mortes (12 casos), enquanto os homens trans e pessoas transmasculinas somaram 2,53% dos casos (oito mortes).

Já pessoas bissexuais (0,95%) e pessoas identificadas como outros segmentos (0,95%) tiveram 3 mortes cada grupo. Também houve quatro pessoas cuja orientação sexual ou identidade de gênero não foi identificada, representando 1,27% do total, com 4 casos.

Entre as regiões, o nordeste e sudeste tiveram 116 e 103 mortes violentas, respectivamente. As demais regiões ficaram em torno de 30 mortes cada uma, sendo 36 no centro-oeste, 32 no norte e 28 no sul. Os estados que apresentaram maior número de mortes foram São Paulo (42), Bahia (30) e Minas Gerais (27).

>> Siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais