×
×

Escolha sua região:

Segunda-feira, 14 de junho de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Segurança
MENU
BUSCAR
Segurança
publicidade
block/article/header
Segurança Compartilhar

Vítima segue internada

Juíza mantém prisão de motorista de carro de luxo que atropelou família nos Ingleses

Chamou atenção da juíza,o fato do réu informar ter renda mensal de R$ 1.500 mais comissões, e possuir um veículo de luxo blindado

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Juíza mantém prisão de motorista de carro de luxo que atropelou família nos Ingleses
Foto: CBMSC, divulgação

A justiça manteve a prisão do motorista que atropelou quatro pessoas de uma família, nos Ingleses, em Florianópolis, no dia 1º de janeiro deste ano. A juíza Andrea Cristina Rodrigues Studer, da 5ª Vara Criminal da Comarca de Florianópolis, aceitou denúncia e manteve a prisão preventiva do motorista.

A família andava pela Rua das Gaivotas quando foi atingida por um veículo Land Rover blindada, que invadiu a calçada. A mãe, teve ferimentos leves. A filha, de 15 anos, ficou presa sobre a roda, teve diversas fraturas e segue internada. A defesa do réu havia solicitado a revogação da prisão preventiva, sob a alegação de que o acusado não oferece risco à ordem pública, pois possui residência fixa e ocupação lícita.

Entretanto, a juíza negou o pedido pois, no seu entender, não houve alteração ou fato novo nos autos, que possibilite a modificação da decisão de prisão preventiva. “Estão presentes os requisitos estabelecidos no artigo 312 do CPP, que ensejam a segregação preventiva”, afirmou.

Chamou sua atenção, ainda, o fato do réu informar ter renda mensal de R$ 1.500 mais comissões, e possuir um veículo de luxo blindado. Mais que isso, complementou, causou estranheza também o fornecimento de endereços e telefones diversos e conflitantes referentes ao seu local de trabalho e residência – circunstâncias que reforçam a necessidade da prisão para garantia da aplicação da lei penal.

Prisão em flagrante

O motorista foi preso em flagrante no dia 1º de janeiro deste ano pela prática dos crimes de embriaguez ao volante e lesão corporal culposa provocado em acidente de trânsito. Segundo o Delegado de Polícia Thiago Cardoso, o motorista foi autuado em flagrante pelo crime de lesão corporal em acidente de trânsito com o agravante de estar dirigindo sob influência de álcool, com a capacidade psicomotora alterada, conforme laudo de constatação realizado por policiais militares que atenderam a ocorrência. Além disso, há o agravante de ter atropelado as vítimas em cima de uma calçada, conforme imagens de circuito interno.

Para a juíza responsável “Ao que tudo indica, diante dos depoimentos prestados em sede policial, o acusado fez uso de bebida alcoólica antes de conduzir o veículo com o qual atropelou as vítimas na calçada, reforçando a gravidade concreta dos fatos, confirmados pelas declarações das testemunhas”, escreveu a magistrada na decisão, em que também afastou o sigilo do prontuário médico de uma das vítimas porque o documento “é imprescindível para elucidar o ilícito do qual a paciente é vítima”.


>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

query/general/query-columnist
Colunistas
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news
Scroll Up