Cotidiano Compartilhar
Veja quanto!

Após apagão que deixou milhares sem luz, tarifa de energia tem aumento em SC

Medida foi anunciada no mesmo dia em que o país sofreu um "apagão"

• Atualizado

Carolina Sott

Por Carolina Sott

Foto:  Marcello Casal Jr/Agência Brasil, via SBT News
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil, via SBT News

Após o apagão que deixou 472 mil unidades sem luz em Santa Catarina, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) oficializou, nesta mesma terça-feira (15), o reajuste tarifário anual da Celesc no Estado. Os consumidores catarinenses terão um reajuste médio de 2,3% a partir do próximo dia 22 de agosto.

Para os consumidores residenciais, que representam 80% dos clientes da Celesc – cerca de 2,6 milhões, foi estabelecido o maior reajuste, sendo de 3,64%. Já os clientes comerciais terão o aumento de 3,57%. O Grupo A (alta tensão), que é composto principalmente por clientes da indústria e da força produtiva, haverá redução de 0,81% do valor da tarifa.

A Celesc afirmou que, atualmente, segundo o ranking da Aneel que classifica as Concessionárias de energia de acordo com valor da tarifa residencial em reais por quilowatt hora (kWh), o catarinense estará pagando R$ 0,59 por kWh, 17% a menos do que a média nacional, que é de R$ 0,71.

Conforme a empresa, a tarifa mais cara do Brasil é da ENEL, do Rio de Janeiro, que cobra R$ 0,89 /kWh, enquanto a Celesc cobrará R$ 0,59 /kWh já com a tarifa nova, ou seja, R$ 0,30/kWh mais barata ou 33% menor.

Autoridades ainda não sabem o que causou queda de energia

Por SBT News

O apagão que afetou 25 estados e o Distrito Federal começou às 8h31 desta terça-feira (15) e ainda persiste no Norte e Nordeste. Até começo da tarde, autoridades não sabem explicar o que provocou a interrupção no fornecimento de energia no país. “As causas da ocorrência ainda estão sendo apuradas”, diz o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), em nota.

Nas regiões Norte e Nordeste, a recomposição de energia chegou a 55% e 81%, respectivamente, às 12h25, de acordo com o ONS. Conforme o órgão, todas as capitais do Nordeste já tiveram o abastecimento de energia restabelecido.

No Centro-Oeste, Sudeste e Sul, o problema foi normalizado. A interrupção do fornecimento só não afetou Roraima, que não é conectado ao Sistema Interligado Nacional (SNI).

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×