Economia Compartilhar
Preço

Gás de cozinha e gasolina devem sofrer alta segundo Petrobras

A empresa explicou que os novos preços refletem a alta do dólar e a elevação dos preços do petróleo e derivados no mercado internacional,

Por

• Atualizado

Foto: FreePik | Banco de Imagens
Foto: FreePik | Banco de Imagens

A Petrobras anunciou, nesta sexta-feira (8), que vai reajustar o preço da gasolina e do gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha, nas refinarias a partir de sábado (9). Os aumentos serão de 7,2%.

Os preços do gás ficaram estáveis por 3 meses. No caso da gasolina, o reajuste ocorre 58 dias depois do último aumento. O preço médio de venda do GLP da Petrobras, para as distribuidoras, passará de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg, com reajuste médio de R$ 0,26 por kg. Dessa forma, o botijão de 13kg custará o equivalente a R$ 50,15.

Para a gasolina, o preço médio de venda às distribuidoras passará de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro, reajuste médio de R$ 0,20 por litro. Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol, a parcela da Petrobras no preço da gasolina na bomba passará a R$ 2,18 por litro, em média, aumento de R$ 0,15 por litro.

A empresa explicou que os novos preços refletem a alta do dólar e a elevação dos preços do petróleo e derivados no mercado internacional, impacyados pelo crescimento da demanda global por combustíveis fósseis.

“Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileira”, informou a empresa por meio de nota.


>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

publicidade
publicidade

Veja mais